Zayn Malik fala sobre Gigi Hadid em entrevista para GQ Magazine

Em entrevista divulgada hoje, 18, Zayn Malik, que já esteve em um longo relacionamento com Gigi Hadid, deu algumas declarações sobre a modelo e sua família para a GQ Magazine. Confira tudo o que Malik falou na entrevista traduzida abaixo:

Ao falar sobre o Met Gala, o evento de moda mais importante do ano Zayn diz “Gi roubou a noite, no entanto. Os vitrais em seu vestido. Todos os outros apenas colocam uma cruz.”

Zayn cresceu com três irmãs (“eu estava em desvantagem”, diz ele) e ainda está cercado por mulheres, garantindo que haja um alto nível de energia materna exasperada, mas afetuosa, girando em todos os momentos. Parentes de sangue e os Hadids – particularmente a mãe de Gigi, Yolanda, que parece ter assumido um papel de Kris Jenner em sua vida – compõem grande parte de seu círculo íntimo hoje. (“Nós nos damos bem. Ela é realmente legal pra caralho. Ela é uma capricorniana. Ela é a mesma estrela de signo que eu.”) Ele recentemente se separou de seu gerente de alto perfil.

Ele comprou recentemente uma fazenda na Pensilvânia, seguindo o conselho de Yolanda Hadid, que também tem uma fazenda lá. A Fazenda? “Legal.” O estado da Pensilvânia? “Legal.” Se você ainda não percebeu isso, Zayn adora a palavra “legal”; ele adora tanto que ele a usa mais de 43 vezes ao longo da conversa. E agora que Zayn gosta de ir a sua fazenda e visitar os Hadid, ele e Gigi até têm um cavalo juntos, chamado “Cool” (Legal, em inglês). Ele está apenas fazendo as coisas na fazenda, já há colheitas de cerejas, tomates e pepinos. Ele gosta de montar seus ATVs. Às vezes ele e Gigi vão ao mesmo tempo, e ela monta um cavalo, tipo o Cool, enquanto ele assiste.

Outro tópico que tirará Zayn do seu modo de conversação padrão e fará com que ele fale em monólogos com longos parágrafos: os paparazzi. Os paparazzi que o perseguem há anos e, recentemente, toda vez que ele põe os pés perto do apartamento de Gigi, alimentam a infinita especulação dos tablóides sobre o estado de seu relacionamento. Os paparazzi costumavam irritar Zayn, até que ele percebeu sua utilidade.

“Essa é a minha divulgação, diz ele. “Eu saio, eles tiram fotos.” Ele consegue lembrar às pessoas que ele existe – e é fotografado parecendo a segunda vinda de Johnny Depp, deixando o apartamento de uma das mulheres mais lindas do mundo – sem fazer nada. “Eles ficam do lado de fora e fazem todo o trabalho!” ele diz. “Você pode ficar chateado sobre isso e ficar tipo, ‘Isso é um obstáculo em minha vida.’ Ou você pode usá-lo para seu próprio benefício e dizer: ‘Bem, se eles vão tirar as fotos, então deixe-os’. Você tem que ganhar seu dólar, e eu tenho que ganhar o meu”.

Suponho que agora seja a hora de dispensar o resto das informações que recolhi de Zayn sobre sua relação com Gigi Hadid, que era um assunto menos delicado do que eu imaginava. Os dois se conheceram no final de 2015 em uma festa – que se rolou encontro, Zayn não revelará, mas basta dizer que foi um encontro legal – e apenas dias depois, Zayn descobriu que ela havia terminado com o Joe Jonas. Ele estendeu a mão para ela e pediu-lhe para jantar no Bowery Hotel. E assim nasceu um casal que entrará para a história como um dos pares mais emblemáticos de todos os tempos, um casal cujas imagens mostrarei aos meus netos para provar que o mundo era melhor no meu dia. Todas as fofocas sobre o relacionamento deles sendo uma configuração oportunista de seus respectivos administradores são besteira, diz Zayn: “Se um relacionamento é para a sua carreira, você pode sair correndo pela porr* da porta. De jeito nenhum. Até mais.”

Apesar do anúncio dramático de sua separação alguns meses atrás, Zayn e Gigi ainda são muito próximos, como evidenciado por uma infinidade de fotos dele saindo de seu apartamento ou beijando-a na rua. Zayn fala sobre Gigi em um tom de adoração, com olhos misteriosos, que descrevem que ele possa estar almejando alguma coisa. “Eu sou muito grato por conhecê-la”, diz ele. Ele usa um pouco o termo “nós” no tempo presente: “Vamos para a fazenda”. “Nós temos cavalos.” O tempo que ele realmente andava a cavalo com Gigi, ele diz: “Eu parecia um completo idiota e ela parecia uma profissional completa… Nós ainda somos bons amigos e ainda estamos em contato”, diz ele. “Sem sangue ruim.” ele ri. “…Taylor Swift.” (Bad Blood – sangue ruim em inglês – é nome de uma das músicas da cantora)

“Somos adultos. Não precisamos colocar um rótulo, fazer algo para as expectativas das pessoas.” Para ouvir Zayn, Gigi é o contrapeso hiper-organizado, clara e positiva a sua disposição, que pode mergulhar em um estado vago ou negativo. Ela o ajudou a redefinir sua atitude quando ele estava lançando seu primeiro álbum solo, festejando demais. “Eu tinha uma visão muito negativa das coisas. Isso pode ter sido adolescência ou testosterona ou o que diabos estava correndo no meu corpo na época”, diz ele. “Ela me ajudou a olhar as coisas de um ângulo positivo”.

Enquanto Zayn entra em seu novo ciclo de álbuns, Gigi tem sido uma fonte de apoio e peso organizacional. Ele diz que ela é especialmente boa com encontros, que eu entendo como “boa com dívidas”. Ela é boa com dívidas? Você está endividado? “Não, não. Datas. Ela não cuida das minhas finanças ainda”, diz ele. “Nós vamos chegar a isso eventualmente.”

Fonte: GQ
Tradução e adaptação: Equipe Gigi Hadid Brasil


Comentários