MFW: Gigi Hadid desfila para Max Mara Primavera 2019

“Nós vemos três gerações usando o mesmo casaco Max Mara – e ainda não está desgastado”, disse Ian Griffiths, diretor criativo da marca. “Max Mara é sobre roupas atemporais e de alta qualidade. Você não pode comprar um casaco a cada temporada, mas quando você o faz, você o guarda e passa adiante”. Em um mundo de práticas fashion esbanjadoras, Griffiths estava falando sobre o princípio de comprar menos, comprar melhor antes de seu show, argumentando, “Acho que estamos melhor colocados do que algumas pessoas nisso”.

Ele estava se referindo a uma forma mais antiga de consumo, desde quando as pessoas tinham que economizar para comprar algo que adoravam, e os bancos não estavam emitindo cartões para alimentar booms de crédito. Seu programa remontava aos anos 80, recuperando imagens de mulheres poderosas milanesas, desenhadas para a marca por Anne-Marie Beretta. Ele acrescentou que seu pensamento também se originou de sua leitura mais profunda em torno da deusa clássica Gaia (da mitologia antiga) e do programa Blue Planet II, de David Attenborough . De volta ao assunto da sustentabilidade, então.

Tudo dito e feito, o que importa são os resultados. Bege está tendo algum tipo de renascimento, e é o lar espiritual de Max Mara. Assim, uma oferta de terninhos e casacos combinando – ombros acolchoados ou vestidos drapeados à la Donna Karan.

Gigi Hadid desfilou para grife, como Karen Elson, Joan Smalls, Saskia de Brauw,Kaia Gerber e Halima Aden, usando um longo casaco, do tipo terno, preto com detalhes recortados na barra. Para completar a modelo calçava um simples salto alto também na cor preta e seus cabelos estavam presos em um coque baixo deixando um destaque para sua maquiagem neutra e muito iluminada.


1036307574.png1036307578.png1036307594.png1036317460.png


1036414580.png1036517904.png1036517908.pngDnjJ2h8X4AgEEV1.jpg


Comentários