Bem-vindos ao seu fã-site oficial da modelo Gigi Hadid no Brasil
Instagram Twitter Youtube

Gigi Hadid, supermodelo internacional e apoiadora da UNICEF, viajou para o Senegal na semana passada, novamente com sua amiga Austyn, para ver em primeira mão o trabalho que o UNICEF faz da maneira de alcançar partes do mundo mais difíceis. A visita se concentrou nas principais áreas programáticas da UNICEF, incluindo proteção, capacitação de adolescentes, educação e água, saneamento e higiene (WASH).

Em Dakar, Hadid visitou La Maison Rose, o abrigo, o único na região, apoiado pela UNICEF para meninas e mulheres que precisam de segurança. La Maison Rose é um abrigo aberto e lar do programa de Proteção Rápida da UNICEF que permite que membros da comunidade treinados em proteção infantil denunciem casos de violência por meio de um sistema SMS 24 horas por dia, 7 dias por semana, e prestem assistência às vítimas em 5 minutos. Nos últimos 10 anos, não só nasceram cerca de 250 crianças neste abrigo (15 nascimentos entre Outubro e Novembro deste ano, com a mãe mais nova com apenas 10 anos de idade) como também há órfãos que são trazidos para este abrigo pelo Ministério da Justiça do Senegal.

Depois dessas mulheres terem sido violentadas e/ou impregnadas de um ataque sexual, é comum que estas mulheres sejam afastadas de suas famílias e expulsas das suas casas. Algumas delas viajam de partes muito rurais do país, algumas até mesmo vindo de outros países. Depois de viajar às vezes para muitas cidades tentando encontrar seu lugar, a maioria das meninas aprendem sobre este abrigo através do boca-a-boca; ninguém será recusado e elas serão apoiadas física, emocionalmente e psicologicamente. Os funcionários e voluntários liderado pela fundadora Mona Chasserio e sua colega Danielle Hueges encorajam as meninas a compartilhar e encontrar comunidades através de suas dificuldades.

Elas são ensinadas a encontrar o positivo em sua maternidade e relacionamento com seus filhos, amá-los e cuidar deles adequadamente, e a nutrir suas paixões, seja na confecção de roupas, agricultura, esportes e etc. E aprender um conjunto de habilidades que as ajudará a entrar no local de trabalho quando saírem do abrigo.

Depois, viajou para Kolda, uma cidade no sul do Senegal, para visitar escolas pré e primárias onde o UNICEF está trabalhando para combater as taxas de abandono escolar na cidade e nas aldeias vizinhas. Embora 70% das crianças senegalesas iniciem a escola, 1 em cada 4 crianças sai depois de alguns anos por causa da pobreza, acessibilidade geográfica, trabalho infantil, casamentos precoces e infra-estruturas fracassadas. Hadid aprendeu sobre os esforços da UNICEF para aumentar o acesso às pré-escolas comunitárias, melhorar os treinamentos dos professores das escolas primárias e prevenir a violência nas escolas e em casa.

Anteriormente, a pré-escola era algo a que apenas famílias de alta renda tinham acesso. Os estudos mostram que as crianças aqui que começam neste nível têm maior probabilidade de ir mais longe na escola, mas apenas 17% das crianças aqui têm acesso e frequentam a pré-escola. Além da educação inicial para o desenvolvimento, o francês é introduzido em seu dialeto local na pré-escola, para que eles sejam atualizados em termos linguísticos e mentais e educacionais quando ingressam no ensino fundamental.

O UNICEF está apoiando as comunidades rurais na criação de suas próprias pré-escolas locais e incentivando a educação do governo distrital na criação delas nas escolas primárias que já existem. Na escola primária na vila havia três salas de aula acomodando cerca de 180 crianças; Foi aqui que foi explicada a grande necessidade de treinamento de dois anos para professores financiados pelo UNICEF. Atualmente, 110 professores foram treinados (os líderes dizem que estão planejando treinar mais 180) nas áreas circundantes de Kolda, para que seja possível que as 286 turmas de várias séries funcionem e eduquem o maior número possível de crianças.

Na mesma região, mais especificamente em Bagadadadji, Hadid visitou um centro de saúde materno-infantil, este é um dos 29 postos que existem. A sociedade reconhece primeiro a existência e a identidade de uma criança por meio do registro de nascimento, que é uma etapa crítica para garantir a acessibilidade para exercer todos os direitos. No Senegal, 1 em cada 4 crianças não é registrada por certidões de nascimento, o que cria obstáculos para que eles recebam serviços de saúde, educação e proteção. Para aumentar a taxa de registro, o UNICEF Senegal apoia o governo no estabelecimento do protocolo pré e pós-natal, na criação de secretárias de nascimento em hospitais e centros de parto. O UNICEF Senegal também ajuda a fornecer certidões de nascimento, livros de registro, estações de lavagem de mãos e treinamento aos chefes das aldeias que incentivam as mulheres a dar à luz no centro de saúde e não em suas aldeias.

Este posto específico foi criado em 1981 e serve uma população de 16.208 pessoas. Há 10 agentes comunitários que, entre muitos outros serviços, prestam cuidados curativos para a malária e, se não forem administrados in-clínica, vão de casa em casa para entregar este tratamento que salva vidas. O UNICEF tem apoiado postos como este, fornecendo, 3 milhões, de livros de registros e todo o material médico necessário para as crianças e para a saúde pré e pós-natal das mães. Eles também usam a tecnologia Rapid Pro que é para obter o número de crianças nascidas mensalmente de formulários escritos localmente para o registro nacional digital oficial.

Em julho passado, o UNICEF conduziu um treinamento de habilidades digitais no centro da juventude em Kolda, com o objetivo de capacitar meninas adolescentes, fornecendo-lhes habilidades em tecnologias digitais, inovação e empreendedorismo. O programa também combina jovens com mentores de uma universidade local para continuar seus aprendizados e orientação fora do campo de treinamento. Os participantes do programa compartilharam histórias inspiradoras ao mostrarem a Hadid seus projetos mais recentes em codificação, robótica, mídia e produção digital.

“As jovens que conheci no centro da juventude me lembraram que a ferramenta mais poderosa que todos temos é a nossa voz”, disse Hadid. “Quer estejamos pedindo ajuda ou usando-a para espalhar a consciência, uma voz, uma história, pode mudar a vida de muitos.”

Para limitar seus aprendizados em algumas das principais programações do UNICEF, Hadid visitou uma vila na fronteira com a Guiné-Biassu que concluiu com êxito o programa de Saneamento Total de Líderes Comunitários. Ela se reuniu com líderes da aldeia e famílias para aprender sobre sua participação na iniciativa de higiene e saneamento. Essa colaboração local, governamental e da UNICEF capacita as aldeias a se apropriarem diretamente de levar latrinas, duas estações para lavar as mãos e métodos de purificação de água para suas comunidades, mais poços seguros com produtos que purificam a água, e também educação e conscientização da população da vila sobre a importância desses programas para a prevenção da proliferação de doenças, principalmente intestinais.

O “Líder Nacional” também foi treinado para educar as mulheres locais sobre a higiene durante o período mestrual e distribuição de absorventes reutilizáveis para todas as mulheres da vila.

Desde o começo do treinamento e serviços implementados aqui, houve uma significante, quase o total, de redução de adultos e crianças sofrendo de problemas intestinais.

Essa é uma das 40 vilas com o apoio da UNICEF, o Serviço de Higiene Regional está a caminho de cobrir toda a região com ações de integração de água, higiene e saneamento básico. Eles estão treinando os lideres comunitários a monitorar mulheres grávida, sobre o pré-natal e desnutrição infantil.

“Tendo viajado pelo Senegal para chegar à cidade de Kolda, pude entender melhor o trabalho que o UNICEF está fazendo todos os dias em todo o mundo. Mesmo nos lugares mais difíceis de alcançar, o UNICEF está usando inovação, tecnologia e intervenções lideradas pela comunidade para dar a cada criança a oportunidade de prosperar”, disse Hadid.

Ajudem a UNICEF arrecadar 50 mil dólares para que esse dinheiro vá para os fundos do Centro Juvenil e duas escolas em Kolda, no Senegal. A doação pode ser feita através de Cartão de Crédito ou Paypal e pode ser doado o valor que você puder através do link da Austyn (clique aqui para contribuir).

Contribua também no site da UNICEF em uma doação geral para dar às crianças mais vulneráveis do mundo a nutrição, a água e os suprimentos médicos de que precisam desesperadamente, clicando aquiA doação também pode ser feita através de Cartão de Crédito ou Paypal e pode ser doado o valor que você puder.

41_Senegal2019_Tremeau_1R6A0509.jpg42_Senegal2019_Tremeau_1R6A2296.jpg65_Senegal2019_Tremeau_1R6A2451.jpg18_Senegal2019_Tremeau_0K6A2377.jpg13_Senegal2019_Tremeau_1R6A0290.jpg

Confira abaixo alguns registros da Gigi Hadid durante sua viagem: