Bem-vindos ao seu fã-site oficial da modelo Gigi Hadid no Brasil
Instagram Twitter Youtube

No último dia de Paris Fashion Week, a Miu Miu apresentou sua coleção primavera/verão 2020. Com inspiração na “beleza sem esforço”, Miuccia Prada fez de elementos não finalizados a força do desfile da Miu Miu. Ela deu um alto nível de tratamento a tecidos menos glamourosos e fez do contraditório o destaque da coleção.

Não foi a primeira vez nesta temporada que surgiu a noção de converter enfeites de casa em roupas – aqui você pode imaginar garotas que cortaram lençóis para usar vestidos e saias longas e magras em máquinas de costura domésticas. Até os acessórios representavam a engenhosidade italiana em tempos de recursos escassos. E assim por diante. Havia muita coisa que não estamos acostumados a ver.

A estilista passou uma mensagem “antiga” que foi lida como a mais nova. Estamos entrando em uma era de moda social e responsável onde temos que olhar pra coisas que antes não cabiam na moda e faze-las acontecerem!

Gigi Hadid passou pela passarela com um look all white branca composto por uma saia com um suspensório introduzido e uma blusa de grapeada branca. O cabelo e a maquiagem remetiam aos anos 40 o que dava todo um diferencial para o look.

1178336160.png1178336167.png1178336171.png1178336181.png1_28929~86.jpg

Um dos desfiles mais esperados de toda o mês da moda é o da Chanel. Karl Lagerfeld deixou um legado que jamais será esquecido e a marca é sempre uma das mais comentadas das temporadas de moda! No Grand Palais de Paris os telhados da cidade foram recriados para formar a passarela da marca.

Com um desfile de tirar o fôlego como sempre, Chanel mostrou uma coleção primavera-verão de Virginie Viard que foi marcada pela nostalgia da década de 1960. A clássica jaqueta de tweed imprimiu um estilo mais futurista.

Celebridades como Cardi B, a estrela de K-Pop Jennie e a editora da Vogue Anna Wintour assistiam da primeira fileira o desfile que contava com grandes modelos como Gigi Hadid, Kaia Gerber e Grace Elizabeth. Mas nem só coisas boas fazem um desfile ser marcante.

Marie Benoliel invadiu a passarela da marca com uma roupa de tweed e botas a comediante se infiltrou entre as modelos, sem que até mesmo muitas delas não percebessem mas Gigi Hadid interceptou e a retirou do palco. Uma fonte disse que “Não foi premeditado”, disse à AFP uma porta-voz da Chanel, mas “não faremos um drama sobre isso”. A fonte também explicou que a invasor foi “escoltada mais tarde até a saída pelo pessoal da segurança”.

Gigi Hadid passou pela passarela com uma blusa de manga azul escura, um short preto com um cinto dourado e meia calça preta. Um look bem dramático mas que tinha o equilíbrio perfeito om a maquiagem leve e o cabelo levemente ondulado.

1172703711.png1172704515.png1178297331.png1178317753.png1178317791.png

1~623.jpg2~616.jpg3~573.jpg4~548.jpg3~574.jpg

E logo após o desfile de Off White, no terceiro dia de Fashion Week, foi a vez de Isabel Marant desfilar sua coleção. A estilista que teve o desfile inspirado no Brasil – com direito a funk como trilha sonora – fez um desfile marcante como sempre.

A estilista trouxe para a passarela looks e acessórios inspirados na música e nos artistas brasileiros. “Estava ouvindo funk e isso me deu idéias do Brasil, das praias. Cores, sensualidade, artesanato e arquitetos que amo. como Oscar Niemeyer e Burle Marx”, disse ao “WWD”.

Com uma coleção super colorida e estampas de animais, Isabel retratou o tropicalismo brasileiro em sua essência. shorts curtos, sandálias de couro e cordas também puderam ser vistos nas passarelas, que contavam como convidadas as brasileiras Bruna Marquezine e Camila Coelho.

Gigi Hadid passou pela passarela duas vezes com looks que são a cara da marca. O primeiro, um macacão preto com um cinto com uma fivela prata para marcar a silhueta, já o segundo look era um conjunto monocromático com destalhes de animais bordados e combinado com um casaco, além de cinto de corda que dava todo um destaque ao visual.

1171379621.png1171379623.png1177298551.png1_281829~52.jpg1_282029~54.jpg

Virgil Abloh produziu um dos grandes momentos da semana de moda de Paris com o desfile de sua marca Off White. O local escolhido foi o no Centro Pompidou, um museu que abriga uma das melhores coleções de arte moderna e contemporânea do mundo. . Apesar de não ter comparecido à semana de moda francesa, Virgil preparou um desfile e tanto!

A coleção foi inspirada em “Chuva de Meteoros” e a coleção teve como música de fundo uma entrevista de Mae Jemison, engenheira química e primeira mulher negra a ir ao espaço. Abloh queria mostrar o poder da mulher. “Ela pode aguentar uma chuva de meteoros, fisicamente e mentalmente falando” – contou o estilista.

Um mix dos anos 90 com o futurismo da marca foi mostrado nas passarelas. Peças urbanas com as silhuetas marcantes de 1990, jaquetas e modelagens ampas e descontraídas.

Com um vestido monocromático rosa Gigi Hadid passou pela passarela esbanjando confiança. Com os cabelos soltos e a maquiagem leve com um destaque nos olhos, a beleza da modelo teve ainda mais destaque.

d_28129.pngd_28329.png2_28229~25.jpg1177291423.png1177323605.png

1177301575.pngn_28129.pngbackstage-defile-off-white-printemps-ete-2020-paris-coulisses-65.jpg11-off-white-backstage-pfw-ss20-corey-tenold.jpg1_28529~98.jpg

Gigi Hadid estreou na semana de moda de Paris com a Lanvin, no terceiro dia do evento. A nova coleção de Bruno Sialelli foi marcada por três momentos: Os ternos de manga redonda para mulheres, as malhas distorcidas de listras marinheiras para homens e mulheres, e a chuva de vestidos de tecido duplo super detalhistas. Pronto.

A pegada marinheiro estava bastante presente, inclusive nas roupas masculinas, onde os colares de marinheiro se destacavam. Sialelli foi bastante inteligente nessa coleção, mas deixou a desejar com a criatividade, já que essa coleção foi muito similar com a do ano passado.

A grande atração do desfile foi a chuva. O desfile foi a céu aberto, os convidados tiveram que segurar o guarda chuva em pleno desfile para poder assistir a nova coleção de Bruno. Tanto é que o designer nem apareceu na line-up, de tão envergonhado que ficou.

Ao lado de sua irmã Bella, Gigi fez seu debut para a marca com um look bem despojado e ao mesmo tempo elegante. Apesar de todas as criticas, a coleção foi bem bonita e bastante moderna.

1170968147.png1170982562.png1176980810.pnge5462w3q_28429.jpge5462w3q_28629.jpg

g_28129~30.jpgg_28829~20.jpgg_28829~20.jpgg_281329~12.jpgg_282129~6.jpg

Dia 20 de setembro foi o dia que Donatella Versace escolheu para marcar mais uma vez seu nome no mundo da moda. Devido a um vestido assinado pela estilista por Jennifer Lopez no Grammy Awards em fevereiro de 2000, o Google se sentiu pressionado a criar uma nova ferramenta para busca de imagens já que as pessoas estavam enlouquecidas atrás do vestido verde estampado usado por Lopez. Em uma coletiva de imprensa antes do desfile, Donatella deu a seguinte declaração:

“Todos seguimos a tecnologia. Está no centro de nossas vidas hoje, mas há 20 anos não estava. Tenho orgulho de termos inspirado o Google Imagens”.

A coleção primavera/verão 2020 da Versace trouxe estampas de selva e muito preto nas roupas usadas pelas modelos na passarela, além de projeções de arte digitais nas paredes cedidas pelo Google.

O desfile começou de forma discreta com uma série de vestidos pretos sendo apresentados, sandálias de tiras de diversos modelos, incluindo o modelo gladiador. A coleção foi ganhando vida com estampas de selva nas roupas onde a silhueta sob medida e peças com ombros bufantes foram ganhando ainda mais destaque. Todos os acessórios usados eram dourados e os mesmos deram ainda mais luxo as peças desfiladas.

Gigi Hadid mais uma vez desfilou para a grife, já conhecida como a queridinha da Donatella. A modelo desfilou com um vestido preto com um recorte magnifico na cintura. O look de Hadid foi composto por uma maquiagem esplendida na cor laranja nos olhos e batom nude. Uma mini bag preta também acompanhou Hadid na passarela.

O público se colocou de pé no quando Jennifer Lopez fechou o desfile. Lopez usou o icônico vestido verde com algumas alterações, mas que deixou a cantora ainda mais exuberante. Jlo foi acompanhada por Donatella Versace na volta final e em seguida se juntou a Gigi Hadid e outras modelos presentes.

Após o desfile Hadid marcou presença na After Party da Versace. Ao lado de sua irmã Bella Hadid, e de amigas e modelos como Kendall Jenner, Kaia Gerber e Irina Shayk, Gigi usou um look estampado total Versace. Vestida com um terno de lycra multicolor, a roupa extremamente estampada apresentava a marca forte da grife italiana em tons ousadamente brilhantes. A loira também calçava um scarpin rosa que destacavam ainda mais a roupa escolhida.

1169860939.png 1169860946.png 1169860939~0.png 1169860946~0.png 1169905338.png

ertwref_28729.jpg 1176012357.png 1176012358.png 1176012377.png ertwref_281029.jpg

Jeremy Scott decidiu unir o útil ao agradável na Semana de Moda de Milão. É impossível não associar moda e arte a Itália e foi unindo estas duas coisas que o estilista mais uma vez deixou seu nome em destaque. No ultimo dia 19,o designer apresentou o desfile primavera/verão 2020 da Moschino e já no inicio fomos impactados com o tudo que havia sido preparado.

O desfile da temporada foi inspirado no pintor espanhol Pablo Picasso e as roupas apresentadas tiveram uma forte inspiração nos anos 80. As modelos desfilaram no Palazzo del Ghiaccio, que foi inaugurado em 1923 e até hoje serve como endereço de grandes desfiles, exposições e bailes de gala.

No inicio da passarela havia um arco em forma de quadro por onde as modelos passaram. As roupas remetiam totalmente a arte e algumas deles desfilaram com roupas em formato de instrumentos e quadros.

Pelo segundo ano consecutivo, Gigi Hadid desfilou com um vestido de noiva. O vestido drapeado curto e tinha mangas no estilo coque e pombas bordadas na silhueta da modelo. Gigi desfilou ao som de “O amor é um pássaro rebelde”, da ópera Carmen de Bizet. Em seu segundo look na passarela, Hadid usou um terno de fundo branco com alta referencia da arte de Picasso nos tons de azul e amarelo.

j_28429~4.jpg j_28229~4.jpg j_28129~4.jpg j_28629~2.jpg j_281129~1.jpg

1175771522.png 1175771611.png 1175782019.png 1175804871.png 1175804865.png

Após a morte do lendário designer Karl Lagerfeld a diretora criativa Silvia Venturini Fendi saiu sozinha ao comando da linha de roupas femininas da grife italiana, pela primeira vez, durante a Semana de Moda de Milão! Ao som de “Let the Sunshine in“, do musical “Hair” de 1967 e com passarela compensada com uma enorme instalação solar que, surpreendentemente, parecia bastante simbólica segundo Fendi , a coleção Primavera/Verão  era tudo sobre ‘novos começos’. Inspirada pelo sentimento de felicidade mais associado aos longos dias de verão e tardes passadas ao sol, a designer descreveu sua coleção de novas temporadas como “um clima solar”, as modelos desfilaram pela passarela em uma  série de looks que não pareciam fora de lugar em um calçadão de Miami nos anos 1970, tops simples, cardigãs de malha larga, vestidos de lantejoulas, casacos de pele coloridos, calças justas estampadas, shorts de cintura alta, com uma paleta de cores variando de tons profundos de ferrugem e laranja, até o amarelo brilhante e o verde cáqui.

Os acessórios vieram na forma de enormes sacolas – ideais para um dia na praia, óculos de sol – enormes óculos de sol e brincos de candelabro com o logotipo da casa lendária

Gigi Hadid com certeza marcou presença mais uma vez no Fashion Show, usando um look inteiramente em tons laranja que consistia em uma camiseta de botões e short em estampa xadrez e um casaco comprido por cima. A modelo também carregava uma bolsa marrom e tinha seu rosto enfeitado por um óculos estilo anos 90, como foi inspirado a coleção inteira da grife.

1169407493.png1169407528.png1175700324.png1175700832.png1175701006.png