Bem-vindos ao seu fã-site oficial da modelo Gigi Hadid no Brasil
Instagram Twitter Youtube

Em outubro do ano passado vimos Gigi Hadid postando uma foto de si mesma no Instagram tirada por Xclusive-Lee, e em janeiro, o fotógrafo processou a supermodelo alegando violação de direitos autorais e uso de uma imagem sem licenciamento. A foto do Instagram foi removida imediatamente, mas o fotógrafo paparazzi continuou a investigar legalmente o caso. Hadid até mesmo postou um texto em sua Rede Social como um desabafo reclamando da falta de privacidade e invasão dos paparazzi:

Ontem, ouvi dos meus agentes que estou sendo ‘processada legalmente’ por minha última postagem no Instagram (agora deletada). A foto é de um paparazzi e é de mim na rua fora de um evento na semana passada. Eu posei e sorri para a foto porque eu entendo que isso é parte do meu trabalho, essa foi uma situação adequada para ‘a imprensa’ participar, e também que é assim que os paparazzi ganham a vida. Mas a maioria das circunstâncias não é assim, ou seja, sair do meu apartamento, ou a qualquer hora que eu sinto que minha privacidade está sendo violada sem motivos, por fazer coisas cotidianas, parece [uma situação] mais difícil de enfrentar. Eu entendo se eles sabem que alguém está indo para um evento, ou mesmo que parem por vezes para ver se alguém vai sair de casa naquele dia, mas essas pessoas ganham dinheiro conosco todos os dias LEGALMENTE, perseguindo-nos dia após dia – por nada em especial – apenas para nos fotografar andando para um carro ou entrando em um edifício de trabalho. Eles dirigem perigosamente perto e extremamente imprudentes; eles colocam o público em geral em perigo em busca de uma foto (eu e muitas pessoas que eu conheço já tivemos acidentes em táxis/carros alugados por causa de paparazzi) e parece que eles nunca estão satisfeitos. 

Tudo isso para dizer que não é falado o suficiente sobre o preço mental/emocional que esse tipo de pressão tem sobre os dias das pessoas, eu (e inúmeros outros) já deixamos de sair porque eu apenas não quero que minha foto seja tirada, nem ter esse tipo de atenção/sufocamento enquanto só tentamos viver o mais normal possível. E para alguém aproveitar de uma situação em que eu estava tentando ser acessível, e me processar por uma foto que eu encontrei no Twitter (sem nenhum nome de fotógrafo na imagem), por uma foto que ele já foi pago por qualquer empresa que a publicou online (!!!), isso é um absurdo. Eu não tinha como saber qual dos 15+ fotógrafos daquele dia tiraram essas fotos exatas, se a pessoa tivesse apenas comentado na minha foto, eu teria ficado feliz em marcar e dar crédito. Estas são as mesmas pessoas que estão fazendo isso com muitos que você ama e segue, muitas pessoas que eu conheço, e a parte mais triste, fazendo isso com contas de fãs incrivelmente dedicadas e amorosas em todo o mundo“.

Em 18 de julho, o processo judicial foi julgado improcedente. A juíza distrital norte-americana encarregada do caso, Pamela Chen, descobriu que o Xclusive não conseguiu obter o registro de direitos autorais da imagem antes de entrar com a ação, o que é uma exigência da Suprema Corte dos EUA. Além disso, o Xclusive foi recusado o direito de refilar a reivindicação, mesmo se os direitos autorais forem registrados no futuro.

De acordo com o The Hollywood Reporter , o advogado de Gigi Hadid, John Quinn, divulgou a seguinte declaração: “Estamos satisfeitos que a Corte tenha concedido nossa moção para rejeitar este caso sem mérito. A decisão do tribunal reconheceu esse caso pelo que foi – um esforço para extrair um acordo de Hadid com pouca consideração pelos requisitos básicos da lei de direitos autorais”.

Como de costume anual a revista Maxim lista as 100 mulheres mais quentes e desta vez a revista britânica avaliou inexorável ascensão dos influenciadores digitais – e um certo movimento social progressista sobre o qual você pode ter ouvido falar – que os levou a reconsiderar o que significa ser “quente” em 2019. Há beleza física, é claro. Mas isso foi apenas parte do algoritmo de atração. Como regra geral, as mulheres que chamam a atenção trazem algo mais para a festa, tendo êxito em seu campo escolhido contra longas probabilidades por pura determinação, talento bruto e disposição para se colocar lá fora.

A modelo Olivia Culpo, e também amiga de Hadid, liderou a lista deste ano e com certeza nossa modelo favorita não ficou de fora! A loira entra na lista mais cobiçada na categoria “Rainha das passarelas” na décima primeira posição logo atrás de sua irmã Bella Hadid e suas amigas Kendall Jenner e Hailey Baldwin.

Metade da irmã mais sexy do planeta, a aluna mais atraente de Malibu High, que conseguiu transformar algumas aparições rápidas no reality show de sua mãe em uma moda global, passou o ano de 2019 aproveitando os espólios.

Confira a lista completa das 100 mulheres mais quentes de 2019 clicando aqui

 

A Versace causou burburinho em Milão ao desfilar sua coleção de outono na sexta feira, 22 de fevereiro. Com Donatella Versace dizendo nos bastidores “Um pouco de imperfeição é a nova perfeição”, nós pudemos perceber que as coisas mudaram para a grife italiana.

A estilista disse ter se inspirado na busca pela perfeição feminina, ainda mais na era do Instagram, onde mulheres buscam um padrão inexistente. Ela se diz preocupada com o fato e isso a fez pensar na era grunge, no final dos anos 90, onde as mulheres usavam calças e camisetas rasgadas, deixando o perfeccionismo Versace um pouco de lado.

Toda essa mudança pode ter um motivo: a Versace agora pertence a Capri Holdings Limited. A empresa visa novos clientes para a grife. Clientes jovens e descontraídos que não sigam tão a risca a linha perfeccionista da Versace, mas que ainda assim, se identificam com a marca.

Mesmo com a mudança a marca não perdeu sua identidade visual, afinal a Versace continua Versace. Muitos alfinetes de segurança e grampos dourados, como sempre foram vistos na passarela. Meias calças, vestidos justos, casacos de tweed também foram vistos na passarela.

Outra marca registrada da Versace é Gigi Hadid na passarela. A modelo desfilou com os cabelos soltos, porém com dois grampos nas laterais, o que deu todo um charme ao seu visual. A maquiagem com a linha d’agua escura fez a perfeita combinação com seu vestido longo e recortado, o que deixava uma parte do colo a mostra.

1126760563.png1126760625.png1131449230.png1131449550.png97925530_gigi07.jpg

97925564_gigi09.jpg97925589_gigi10.jpg97925615_gigi11.jpg97925652_gigi13.jpg1131481263.png

Com o final de ano chegando a revista estadunidense de negócios e economia, Forbes, divulgou a lista de modelos mais bem pagas do ano! Embora este ano tenha sigo marcado por sua colaboração final com o estilista Tommy Hilfiger, lançando suas próprias linhas com a gigante de maquiagem Maybelline, coleção de jóias com grife Messika e de óculos com a Vogue, Gigi Hadid caiu de posição no tão importante ranking, ficando em sétimo lugar lucrando no total US$ 9,5 milhões, depois de ter ficado em quinto lugar por dois anos consecutivos. A lista está sendo liderada pelo segundo ano por sua melhor amiga Kendall Jenner e sua irmã, Bella Hadid, também não ficou de fora estando abaixo de sua irmã mais velha em oitavo lugar.

Confira a lista completa do ranking de modelos mais bem pagas de 2018 clicando aqui.

 

Na noite de terça feira, 23 de outubro, foi ao ar na emissora americana NBC a participação de Gigi Hadid no programa “The Tonight Show Starring Jimmy Fallon”, o qual foi gravado em Nova York no mesmo dia horas antes de ir ao ar. No programa, a modelo concedeu uma entrevista para o apresentador Jimmy Fallon onde contou sobre sua coleção de mini bolsas, sobre sua paixão por hambúrguer e sobre ter desenhado as icônicas roupas de soldado, pela primeira vez com uma versão feminina, para a marca FAO Schwarz.


1~532.jpg2~537.jpg3~500.jpg4~477.jpg

Superstars como Kendall Jenner, Gigi Hadid, Ashley Graham e Paloma Elsesser podem dominar as manchetes e dominar as mídias sociais, mas suas personalidades públicas são apenas uma parte da história. O grupo sentou-se na tarde de 16 de outubro na Conferência de Forças de Moda da Vogue, com a diretora da Vogue Runway, Nicole Phelps, para falar sobre equívocos, evolução e as realidades de suas carreiras poderosas.

A segunda conferência anual da Vogue “Forces of Fashion” reúne editores e gigantes da indústria em uma conversa que é tão divertida quanto instigante. Apresentada pela American Airlines e apoiada pela Milk, a conferência Vogue Forces of Fashion de 2018 se concentrará em forças de mudança, sejam eles designers que estão escolhendo modelos além dos tradicionais, um ambientalista ajudando a mudar nossa indústria em uma direção mais sustentável, ou um fotógrafo reimaginando uma imagem de moda pode parecer em um mundo digital em primeiro lugar.

À medida que a indústria evoluiu, a natureza da modelagem mudou drasticamente, e um diálogo franco com as supermodelos de hoje revela o quão diferentes são as coisas. Seus antecessores podem ter se tornado nomes familiares com a força apenas de desfiles e editoriais, mas 2018 permite carreiras que incluem tudo, desde prêmios e criação de podcasts, até o design de coleções de cápsulas. Como empresárias, Hadid, Jenner, Graham e Elsesser tiveram a oportunidade de explorar o trabalho além da pose, e suas experiências compartilhadas contribuíram para uma visão fascinante sobre o estado atual da indústria.

Em uma conversa que abordou tudo, desde as reações ao #MeToo até o debate sobre rostos menores de idade nas passarelas, as jovens por trás das imagens famosas se tornaram reais sobre a moda.

Amizades e conexões nos bastidores vão mudar a moda, segundo Gigi Hadid: “Eu sei que não sou tipo a rainha da passarela, mas as conexões e as coisas emocionais que tive com esses designers é o que me mantém por perto. As amizades que todos esses modelos [novos] estão construindo e as conexões, não apenas emocionais, mas intelectuais. [É] as conversas que temos um com o outro que estão realmente ampliando a moda. Muitas pessoas ficariam surpresas ao ver o calor e o apoio que todos sentimos um pelo outro.”

Embora ela inicialmente quisesse começar a modelar mais cedo, Gigi Hadid está feliz que a mãe Yolanda não a deixou andar na passarela até completar 18 anos.

“Minha mãe veio para Nova York aos 16 anos [e ela] veio para enviar dinheiro para casa para sua família, mas como mãe, ela optou por me manter no ensino médio até os 18 anos. Ela não me deixou assinar. Nas férias de primavera, no último ano, eu vim para Nova York pela primeira vez só para ver agências, eu sempre lutei contra isso (assinar com a agencia tarde), mas quando olho para trás, nunca mudaria por um segundo. As experiências que tive no colégio… graças a deus! O Instagram tinha acabado de começar e eu estava postando fotos de flores com filtros feios. Eu tinha que ser um estudante normal e jogar vôlei. Eu costumava querer trabalhar, e parecia tão brilhante e incrivél. Embora eu tenha começado aos 18 anos, ainda sinto que era muito jovem. Há momentos em que vou refletir, e não é que alguém me coloque em uma situação ruim, mas eu senti que deveria ter me defendido melhor. À medida que envelheci, descobri isso [confiança] em mim mesmo”.


01.jpeg02.jpeg03.jpeg04.jpeg

A Semana de Moda de Nova York foi um assunto enervante, assustador e arrepiante. Primeiro, as chuvas torrenciais e incessantes. Então havia todos os novos talentos loucos no calendário, Pyer Moss , Telfar , Cigano Sport , Vaquera e Eckhaus Latta, aparecendo em todos os cantos dos bairros de Manhattan e Brooklyn, em Nova York dia ou noite, chuva ou seja sol. O fantasma dos anos 80 também pairava sobre as passarelas, nas silhuetas exuberantes e luxuosas de Marc Jacobs; os vestidos atrevidos e drapeados da Area . E então, houve o espetáculo deslumbrante do Hadids, a família reinante da moda, que pousou nas passarelas, filas da frente, calçadas e saraus com arrogância e humor, um fabuloso quarteto de personalidades fortes e glamour de outro mundo.

E assim, para marcar o fim das coleções desta incrível temporada, a Diretora Bardia Zeinali e a Editora de Moda Jorden Bickham convidaram Yolanda Hadid e seus filhos Gigi Hadid, Bella Hadid e Anwar Hadid para desfrutar de um pequeno jantar usando alguns dos looks mais chiques da semana de moda mais cobiçada da temporada. Mas junte qualquer família em volta de uma mesa e, bem, você nunca sabe quem vai conhecer, tantos fantasmas! Confira o vídeo abaixo:

Na noite de sábado, em Nova Iorque, aconteceu a décima nona festa Maybelline x New York Fashion Week. A festa que aconteceu no Mrs Purple, um incrível terraço com uma vista incrível da cidade, durou até meia noite e teve uma incrível performance da cantora em ascensão Charlotte Lawrence.

Como embaixadora da marca, Gigi Hadid não poderia deixar de marcar presença! A modelo compareceu com um look deslumbrante, uma saia de Paula Knorr com um olhar como estampa,combinada com uma blusa branca e salto alto, ela posou ao lado de Adriana Lima e Josephine Skriver, angels da Victorias Secret, e de Emily Didonato e Herieth Paul. Além delas, várias modelos como Devon Windsor e Georgia Fowler e influenciadoras marcaram presença no evento.


1029589344.png1029602556.png1029602966.png1029603110.png