Bem-vindos ao seu fã-site oficial da modelo Gigi Hadid no Brasil
Instagram Twitter Youtube

Realizado no último dia 11, Michael Kors comandou um dos desfiles mais importantes da New York Fashion Week. Caracterizado como um desfile predominantemente patriota, a coleção de Kors homenageou a moda americana com roupas náuticas chiques a vestidos glamorosos clássicos.

No desfile que aconteceu em um dia carregado de emoções para os americanos – o aniversário do ataque de 11 de setembro – vimos uma das modelos usar um suéter com a palavra HATE riscada com uma linha vermelha. A trilha sonora escolhida pelo estilista incluía músicas como “American Pie”, de Don McLean, “This Land is Your Land”, de Woody Guthrie, e “Love Train”, de O’Jays, cantadas pelo Coral Jovem de Nova York.

Em uma entrevista, Michael Kors disse que a coleção foi inspirada em várias experiências americanas – desde o musical da BroadwayOklahama” e seus antepassados imigrantes – e que Gigi foi de suma importância nesse processo.

“Conseguimos um teste de DNA de presente – e de fato Gigi Hadid os enviou para mim – e fizemos o nosso DNA, e eu percebi que nunca havia estado em Ellis Island – louca para um nova-iorquino nativo. Fomos e encontramos os registros de chegada da minha bisavó, ela tinha 14 anos, 10 dólares, literalmente nada. Saí me sentindo incrivelmente patriota porque pensei no fato de ela ter construído um negócio, ter criado uma família e seu sonho era atravessar o rio para o Brooklyn”.

Hadid passou pela passarela usando um vestido preto justo com tachas de prata, mangas compridas e que tinha um drapeado extra no quadril. Seu cabelo estava estilizado com uma divisão lateral que colocou metade de seu cabelo para frente, acima de um de seus olhos.

IMG_4742.jpg 00020michaelkors_vogueint_11sep19_credit_jamie-stoker.jpg _CAN0472.jpg 00012michaelkors_vogueint_11sep19_credit_jamie-stoker.jpg backstage-defile-michael-kors-printemps-ete-2020-new-york-coulisses-90.jpg

1173876951.png 1173961650.png 1174141259.png 1173876954.png dfegr4_28129.jpg

Após assumir a presidência do Conselho de Estilistas Americanos (CFDA) o que Tom Ford iria trazer para as passarelas era uma das coisas mais aguardadas pelos fashionistas! Na noite de segunda, o estilista fez seu desfile de primavera/verão e mostrou tendências antigas com um toque de modernidade. E o que chamou bastante tenção também foi o local um tanto quanto inusitado: o metro de Nova Iorque. A estação desativada era em Kenmare Street, Manhattan, e a idéia era mostrar que a simplicidade do dia a dia – como andar de metrô – ainda são interessantes.

Inspirado em coleções antigas de 1960 a 1985, com referências a filmes da época como Subway, a coleção de Tom mostrava tops cintilantes, que se moldavam sobre o busto – uma homenagem à colaboração da escultora francesa Claude Lalanne com Yves Saint Laurent, para o outono/inverno de 1969. Também haviam blazers combinados com bodys, e na paleta de cores: roxo, azul escuro e laranja, além do clássico preto e dos animal prints.

O cast estava repleto de nomes de peso como Kaia Gerber, Fran Summers, Binx Walton, e claro, a modelo Gigi Hadid. Gigi passou pela passarela duas vezes, a primeira com uma blusa preta combinada a uma calça over size laranja e para o segundo look a modelo apareceu com um top cintilante roxo com uma calça da mesma cor. A maquiagem escura e o cabelo preso em moicano deram um toque mais dramático ao visual.

1173464588.pnggigi_28129~35.jpggigi_28229~34.jpggigi_28729~30.jpggigi_28429~33.jpg

Rex_NYFW_10405273A.jpgRex_NYFW_10405273B.jpgRex_NYFW_10405273C.jpgRex_NYFW_10405273M.jpgRex_NYFW_10405273P.jpg

A famosa letreiro do Harlem dizia “TommyNow, estrelado por Tommy x Zendaya”. Os convidados entraram no saguão do famoso teatro Apollo, passando por um estande de camiseta “One Night Only”, e o “Wall of Fame” do teatro com artistas lendários como Aretha Franklin, Stevie Wonder e Gladys Knight. Em seguida, ele voltou para um desfile feito para parecer uma festa do quarteirão, com arcos dianteiros e carros antigos cheios de trompetes, quartetos de cordas e outros músicos, e um Cadillac conversível com uma penteadeira “THZAPOLLO” puxando para cima para sinalizar o início do show.

A primeira temporada da colaboração de Zendaya, que foi um extremo sucesso, apresentada em Paris para a primavera de 2019 com a ajuda do estilista de longa data Law Roach, foi inspirada na discoteca dos anos 70, esta coleção era sobre o funk dos anos 70, com roupas afiadas e calças largas em cheques mistos, bolinhas de flanela ou veludo cor de vinho.

Adicionando panache feminino para noite ou dia estavam macacões de jersey; saias midi de couro usadas com suéteres Lurex listrados com botões de pérola e botas altas; vestidos de chiffon com estampas de animais ou estampas do zodíaco ou blusas com gravata e capas substanciais e casacos, todos os quais pareciam bastante chiques.

Gigi Hadid marcou presença na primeira fila do fashion show para prestigiar seu amigo e Zendaya, a modelo estava acompanha de sua irmã Bella Hadid que passaram pelo red carpet com looks combinando. A loira  usava uma blusa de gola alta justa, combinando com calças de pernas largas. Ela usou acessórios com sapatos de bico fino , cor de camelo, uma alça preta e brincos Agmes pendurados, mas o verdadeiro destaque de sua aparência era seu chapéu preto de abas largas.

120553078_rex_nyfw_10404492b.jpg120553092_rex_nyfw_10404492d.jpg120554124_rex_nyfw_10404489b.jpg120554130_rex_nyfw_10404489g.jpgRex_Tommy_Hilfiger_show_Arrivals_Spring_Summ_10404926AF.jpg

Aberto por uma noite e apenas uma noite, ‘Ralph’s Club’ foi o cenário de inspiração dos anos 1930 que foi palco do show de outono/inverno de Ralph Lauren. Gigi Hadid, que abriu o grandioso desfile usando uma clássica camisa branca social e calça social preta de cintura alta e um discreto e ao mesmo tempo extravagante casaco longo cheio de brilho de acima abaixo, conduziu modelos em torno de uma sala projetada em estilo Art Deco, enquanto Janelle Monáe tocava uma mistura de hinos da era do jazz.

Uma coleção soberba, rica e encantadora. Trinta e sete looks retratam, em detalhes, a austeridade de uma América dos anos trinta, onde ” não havia mais a ostentação da década de 1920: tudo havia sido redimensionado “, como Cecil Beaton afirmou.  Na antiga Bank Street de Nova York, em Wall Street, o tributo ao smoking é encenado. O estilista americano, de fato, queria refazer seu começo, dando maior destaque à peça que o tornava famoso em todo o mundo. Com a Ralph Band, tudo é tão mágico. Melodias delicadas que se chocam, no entanto, com uma coleção com forte impacto visual.

A feminilidade moderna hoje como agora é declinada em vestidos com decote profundo para delinear a figura. Na passarela não falta o pelo ecológico que domina o velo animal. Apenas o pelo, que uma vez obteve a bandeira de um símbolo de elegância entre as mulheres burguesas americanas. A paleta de cores é misteriosa. O preto, a cor principal da coleção, é alternado com vermelho, azul safira e roxo. Tons cuja tarefa é melhorar a preciosidade das sedas, caxemira, tecidos lamé, adornados com bordados e cristais.

Rex_NYFW_10403753D.jpg120480650_rex_nyfw_10403754a.jpg120480771_rex_nyfw_10403754e.jpgk_28229~0.jpg1173059457.png

O desfile de um dos designers estadunidense mais requisitado da atualidade foi o mais aguardado no primeiro dia da New York Fashion Week! Jeremy Scott esse ano teve uma pegada “Rock n Roll” retrôfuturista, e como já era de se esperar, muita extravagância. Vestidos bufantes em estampa de animal print em neon, minivestidos em couro metálico, roupas psicodélicas, blazer e casacos de folhas respingados com tintas coloridas, foi o que resumiu a coleção Inverno 2019.

De acordo com a Associated Press , após o show, Scott revelou que esperava criar “uma banda pop sintética imaginária intergaláctica, uma ópera de rock no espaço sideral” com sua última coleção.

O designer também revelou, via Associated Press : “Eu realmente não sei como todas essas idéias me vêm, apenas tento me manter realmente aberto … como um navio, para receber essas inspirações. Eu apenas as sinto e não tente dissecar por que estou me sentindo colorido ou não colorido ou ousado ou … bem, eu sempre sou ousado. “

A primeira fila do desfile teve celebridades como G-eazy, Nicole Scherzinger, Irina Shayk, Heidi Klum e claro, nossa amada Gigi Hadid. A modelo usava um macacão azul coberto por uma impressão de “notícias falsas” e com botas embutidas para um visual mais futurista. Ela completou a roupa com um chapéu de chuva e um palito de dente, os quais foram um pouco inesperados, e sua maquiagem se manteve forte nos olhos com um preto esfumado destacando seus olhos.

ghbr4~29.jpgghbr5~28.jpgghbr10~10.jpgghbr13.png1172847063.png

Uma reunião da família Hadid teve lugar na noite de quinta-feira, 05 de setembro, no Fleur Room no hotel Moxy Chelsea em Nova York. Este não era o seu baile de família comum com camisetas combinadas e itens da Tupperware, embora houvesse bastante tie-dye. A festa deu início à New York Fashion Week com uma celebração da coleção Acid Drop Primavera 2020 da La Detresse, a marca de roupas boêmia de Alana Hadid e Emily Perlstein.

Em vez de um desfile de moda, a La Detresse optou por uma festa de discoteca no centro da cidade com convidados glamourosos vestidos em seus designs. “Nós tínhamos feito tie-dye inspirados nos anos 70”, explicou Hadid, “então estávamos pensando: o que é uma coisa divertida e legal para fazer? E nós pensamos, Acid Drop! Quão mais divertida é a Acid Drop, inspirada nos anos 80? ”A nova coleção adiciona uma combinação de tie-dye , lavagem com ácido e estampa de chita à sua linha existente de roupas casuais de algodão colorido e jeans.

A festa foi uma colaboração entre La Detresse e a amiga de longa data Alisha Goldstein, fundadora da Jane Smith Agency. Sob a bola giratória de discoteca vintage reaproveitada da boate Vertigo, agora fechada, em Los Angeles, os foliões dançavam e saboreavam coquetéis Casamigos, Whispering, Angel rosé e água doce Reason CBD. Era uma festa em Nova York com uma sensibilidade em Los Angeles.

Gigi Hadid marcou sua presença no evento para apoiar sua irmã! A modelo usava um moletom amarelo La Detresse com uma mochila de crossbody da Louis Vuitton, shorts de motoqueiro pretos e saltos transparentes com sua plataforma amarela.

g-1~13.jpgg-4~12.jpgg-6~12.jpgg-14~6.jpg1_28129~92.jpg

Na noite de segunda feira (26), aconteceu a premiação da MTV “Video Music Awards” em Nova Jersey. A premiação que conteve apresentações de Taylor Swift, Shawn Mendes, Camila Cabello, Jonas Brothers e não podia faltar as irmãs Hadid como apresentadoras. As modelos apresentaram a performance de Rosalía. Gigi e Bella Hadid chegaram ao local e passaram pelo tapete vermelho juntas, onde até o look estava sincronizado. Gigi usava um conjunto monocromático de um corset combinado com uma calça e joias douradas que ressaltaram ainda mais o look!

Dentro do local, ela aparentou se divertir muito com Taylor Swift e claro, sua irmã Bella. A modelo estava sorrindo e curtindo bastante o momento, como mostram as fotos e pareceu ficar bem feliz com os prêmios que sua melhor amiga levou na noite.

Após a premiação a modelo foi vista na after party da Republic Records onde se divertiu ao lado de Halsey e Taylor Swift e seus colegas de elenco do clipe “You need to calm down”. Além delas, a modelo Winnie Harlow, os Jonas Brothers e muitos outros nomes da música e da moda estavam na festa!

Gigi Hadid continua fazendo diversas entrevistas sobre a campanha “Wonderlust Sublime” a nova fragrância de Michael Kors. Dessa vez, a modelo se juntou ao estilista para uma entrevista para Forbes falando sobre o perfume, a amizade que construíram e muito mais!

Com sua fragrância Wonderlust, Michael Kors estava tentando capturar o espírito de aventura em uma garrafa, então é claro que ele colocou Gigi Hadid como seu rosto. E que aventura é essa – os dois compartilharam muitos deles juntos, desde os bastidores das passarelas até os photoshoots na praia. A própria fragrância, um oriental ganancioso – com notas de leite de amêndoa, bergamota italiana, tangerina siciliana, pimenta rosa, jasmim e sândalo – é claramente uma aventura para os sentidos. Em comemoração à nova campanha, Kors e Hadid fazem uma retrospectiva de suas memórias favoritas de fragrâncias, incluindo como sua amizade cheira.

Qual é a sua primeira memória olfativa?

MK: Isso vai soar maluco. Minha primeira coisa pela qual me apaixonei foi a loção bronzeadora Bain de Soleil. O cheiro disso ainda me deixa louco.

GH: Meu pai sempre teve jasmim no quintal. Quando o sol bate e faz o ar quente doce, fecho os olhos e penso em quando era criança. Com fragrância real, lembro-me no armário da minha mãe admirando as garrafas e o design das garrafas mais do que um perfume específico.

Como você trabalhou com o olfato para definir isso?

MK: Eu tenho desenhado roupas e acessórios por um tempo louco, quase 40 anos. Mas quando você está projetando algo que as pessoas usam, ou uma bolsa ou um sapato, há limites específicos se você quiser que ele seja usável na vida real. Tem que funcionar: os sapatos que você tem que andar, adéqua-se no vestido – tudo isso. Com fragrância não há regras, então você pode fazer a mistura mais louca de coisas e dizer eu quero que seja otimista, eu quero que seja alegre, mas não sobrecarregado, eu quero que seja exótico, mas sinta todos os dias e você tem esses conversas de um lado para outro. Como você usa algo que é exótico como gardênia ou jasmim, como você usa isso mesmo em um dia frio e cinzento no Canadá ou em Nova York ou em Londres ou em Tóquio, em qualquer lugar do mundo e essa é a parte divertida. Você pode tentar de tudo. É para mim a parte mais emocionante de desenvolvê-lo.

Existe um cheiro que é emblemático na amizade de vocês?

MK: Bem, se não foi isso, nós dois gostamos de boa comida. Nós tivemos conversas de hambúrguer.

GH: O cheiro do escritório durante os encaixes.

MK: Sim. Espero que o escritório não cheire como o hambúrguer do In-N-Out. Quando estávamos nessa filmagem, era só o sal, o calor, as flores. Estava muito quente e a água era como uma banheira.

GH: Eu imediatamente agora vou para esta viagem. Nossa primeira filmagem da Vogue Americana foi em sua casa e está sempre ao sol e…

MK: Estamos sempre na praia. Nós filmamos a Vogue Americana na nossa casa de praia. Não foi um dia de sol, mas finalmente aconteceu, acho que o tempo mudou enquanto estávamos filmando.

GH: A luz estava boa. Estamos sempre em luz incrível juntos.

MK: É isso – a luz. É tudo sobre a luz.

Quais são os seus aromas favoritos que não são notas de fragrâncias tradicionais?

GH: Jantar de Ação de Graças ou Natal é sempre bom. Qualquer coisa assando.

MK: Qualquer coisa assando. Bacon e café pela manhã. E eu nem bebo café. Mas é uma manhã fácil; Eu acho que é isso que representa mais do que o cheiro, como se você não estivesse com pressa. Você sabe o que eu amo? Eu amo quando você cheira a grama recém cortada e está chovendo. Eu amo isso. Eu não quero usá-lo, não é nada que eu diria a um nariz desenvolvendo uma fragrância ‘vamos fazer isso’.

GH: Eu amo que eles são chamados de narizes. Eu sempre esqueço isso. É tão interessante.

MK: Quando fizemos a fragrância pela primeira vez, quando disseram que esse seria o nariz que vai trabalhar na sua fragrância, pensei que o nariz teria um nariz incrível? Vai ser esse nariz incrível e então uma pessoa muito normal entra na sala.

GH: É nojento, mas (eu amo o cheiro de) gasolina.

MK: Você é tão LA, ela é tão californiana.

GH: Isso me lembra de tratores na fazenda… E isso é estranho, mas depois que eu monto meus cavalos, eu amo como minhas mãos cheiram. É uma espécie de couro.

Qual foi o momento em que você decidiu trabalhar juntos nisso?

MK: Quando eu pensei sobre o que esta fragrância representa… o ponto principal era que em um spritz, não importa o que o tempo é, não importa o que está acontecendo em sua vida ou no mundo, que você se sente otimista, mesmo que não seja assim. É também sobre estar pronto para qualquer coisa e imediatamente conhecê-la há seis anos – para ela, isso é muito tempo, para mim é um piscar de olhos – mas desde que eu conheço Gigi ela é incrível com as pessoas. Ela é otimista. Ela está pronta para qualquer coisa. Ela gosta de viajar. Ela é engajada… É realmente como ela vive sua vida e é autêntica. Isso é para mim o mais importante. Nós a fizemos girar pela praia com aquela garrafa e aquela garrafa é pesada. E eu estava tipo, oh meu Deus, isso pesa tanto quanto ela.

GH: Estava cheio de líquido – não apenas o vidro.

MK: Não estava vazio. E ela estava totalmente preparada para isso e teve o melhor tempo. Eu estive em um milhão de fotos e ela está em um milhão de fotos e a energia que tivemos na filmagem é o que eu quero que as pessoas sintam com a fragrância.