14.09.21
Gigi Hadid comparece ao Met Gala 2021
Publicado por Vivian

Em uma data não usual o Met Gala, conhecido como o famoso Oscar da Moda, aconteceu no dia 13 de setembro ao invés de Maio por conta da situação da pandemia do Covid-19. O baile da moda anual marca a inauguração da exposição anual de moda do Costume Institute, onde também ocorre arrecadação de fundos para mesma. Neste ano teve como co-anfitriões  Timothée Chalamet, Billie Eilish, Amanda Gorman e Naomi Osaka.

O Met Gala este ano esteve focado em celebrar todas as coisas da moda americana. Andrew Bolton, o curador Wendy Yu responsável pelo Costume Institute, sentiu que era hora de reexaminar a identidade e a moda americanas, especialmente porque ela mudou nos últimos anos devido a movimentos políticos e de justiça social.

“Fiquei realmente impressionado com as respostas dos designers americanos ao clima social e político, particularmente em torno de questões de inclusão corporal e fluidez de gênero, e estou achando seu trabalho muito, muito auto-reflexivo”, disse ele à Vogue .“Eu realmente acredito que a moda americana está passando por um renascimento. Acho que os jovens designers, em particular, estão na vanguarda das discussões sobre diversidade e inclusão, bem como sustentabilidade e transparência, muito mais do que seus colegas europeus, talvez com exceção dos designers ingleses”.

O Costume Institute apresentou uma exposição de duas partes para 2021, “In America: A Lexicon of Fashion” e “In America: An Anthology of Fashion”.

A primeira parte da exposição, “A Lexicon of Fashion”, será aberta em 18 de setembro no Anna Wintour Costume Center no Met, marcando o 75º aniversário do Costume Institute. A exposição será organizada para se assemelhar a uma casa, com paredes e cômodos que se cruzam que estabelecerão o que Bolton chama de “um novo vocabulário que é mais relevante e mais reflexivo dos tempos em que vivemos”. Peças de Christopher John Rogers, Sterling Ruby, Conner Ives, Prabal Gurung e Andre Walker serão apresentadas na primeira parte da exposição.

A segunda parte, “An Anthology of Fashion”, será inaugurada em 5 de maio de 2022, nas salas de época da Ala Americana do museuBolton e a equipe curatorial do museu trabalharão com diretores de cinema americanos para criar cenas cinematográficas em cada sala que retratam uma história diferente da moda americana. Um segundo Met Gala também acontecerá em 2 de maio de 2022, para marcar a abertura.

Como é de se imaginar Gigi Hadid não deixou de marca presença no evento, a mesma nunca faltou ao baile desde sua estreia em 2015. A modelo chegou ao evento da noite passada deslumbrante girando a cabeça, lembrando a personagem de desenho animado Jessica Rabbit não apenas com seu vestido Prada sem alças com fenda alta e luvas de couro, mas com um novo conjunto de ondas carmesim profundas, sendo eleita uma das mais bem vestidas do tapete vermelho pela Vogue e Elle.

A hairstylist Esther Langham esculpiu os comprimentos recém-ruivos de Hadid em um rabo de cavalo grosso e alto, com uma presilha com o logotipo da Prada enfeitada com cristais. Jogando com seu novo matiz vívido, a maquiadora Erin Parsons deu a Hadid um conjunto de olhos esfumados azuis suaves com inclinação dos anos 60, acentuados com clássicos movimentos de olho de gato e franjas esvoaçantes cortesia de várias camadas de Maybelline Falsies Lash Lift Mascara junto com um batom rosa nude finalizaram o look.

1340146201.png1340146145.png1235241427.png1340155298.jpg