02.03.23
Gigi Hadid com Tan France falam sobre a segunda temporada do Next In Fashion para Vogue Arabia
Publicado por Brenda

Depois de quase um ano de espera amanhã, 03 de março, será lançada oficialmente a segunda temporada do Next In Fashion onde os espectadores verão 12 designers emergentes competindo em um desafio de alto risco, divertido e cheio de moda para ganhar o prêmio de US$ 200.000 e tornar seu trabalho global. Durante a maratona de divulgação do reality show Gigi Hadid e Tan France concederam uma entrevista para Vogue Arabia para falar sobre o Next In Fashion, como foi trabalhar juntos e sobre a moda árabe. Confira a entrevista completa e traduzida abaixo: 

Vogue: Apresentar o Next in Fashion foi muito diferente de tudo que você já tinha feito. Como foi a experiência?

Gigi: Tive muita sorte de ter sido acompanhada por um amigo e acho que isso deixou tudo menos assustador. Mas, eu acho, naturalmente, que eu só tento seguir o fluxo de todos os trabalhos que eu me envolvo. Foi um ótimo ambiente de se trabalhar e uma experiência divertida que fluiu rápido.

Vogue: Como é trabalhar com todos os convidados incríveis dessa temporada?

Tan: Nós já recebemos convidados incríveis no programa, eu só lembro de sempre ficar nervoso. Nós começamos com pessoas bem conhecidas. Donatella Versace foi nossa primeira convidada, eu não sou uma pessoa de transpirar, tipo, eu não transpiro muito, mas meu deus, eu nunca estive tão nervoso por estar tão perto de alguém. Tentei esconder o melhor que pude, mas ela é uma presença e tanto. Então, não é como se tivesse acontecido algo desconfortável ou difícil, eu só estava chocado.

Vogue: Você usou tantos looks deslumbrantes na série. Quais foram os seus preferidos?

Gigi: Eu acho que em todos os projetos como esse, em que você usa tantas coisas, sempre existem os preferidos. Às vezes, as roupas que você tem menos expectativas são as que ficam melhores na TV, ou vice versa.

Tan: Eu tenho alguns preferidos entre os que você usou. Eu amei seu look da Versace na passarela. Amei demais.

Gigi Hadid: Eu gostei do modelo childhood com o chapéu para trás, da Isabel Marant. Senti que me representou.

Tan: Esse é o meu segundo preferido.

Vogue: Como foi o sentimento de estar em um ambiente com uma equipe tão apaixonada e jovem de estilistas?

Tan: Sim, eu acho que essa é a melhor coisa da série. Tem uma pequena diferença entre essa temporada e a última, as pessoas que estão na temporada realmente estão no começo de suas carreiras, ou as vezes só são mais novos, então, poder ajudar a moldar o que eles podem se tornar um dia e realmente influencia-los antes que já estejam exaustos ou que estejam presos na pressa da indústria, acho que isso é a melhor parte do que nós fazemos.

Gigi: Eu acho que esse grupo de participantes é muito aberto a explorar sua criatividade. Eu também percebi que isso não precisa ser levado tanto a sério em termos de, como diretora criativa da própria marca; é importante ser exigida em jeitos que, até mesmo nossos telespectadores achem mirabolantes ou loucos, mas é isso que nós estamos procurando. Não é uma competição em busca do melhor costureiro. É uma competição em busca da mente mais criativa que nós achamos que pode liderar uma equipe de designers no futuro.

Tan: E que também inspire a nós, e a audiência em casa, a pensar: “bem, eu não quero algo que eu possa comprar na loja no final da rua, eu quero algo que me inspire.”

Vogue: Como é assistir o cenário de moda árabe florescer e se igualar à indústria global?

Gigi: Me sinto muito orgulhosa, quer dizer, eu amo ver o quantos novos talentos jovens saem daquela parte do mundo e fico muito orgulhosa vendo, acho que isso é o que me deixa mais emocionada e eu adoro ver eventos focados em moda e espaços dedicados a isso que estão sendo criados para os designers e pessoas criativas do Oriente Médio.

Vogue: Voltando a segunda temporada, qual foi a sua maior lição para a vida do programa?

Tan: Minha maior lição do programa foi: eu quero que os designers se divirtam, e isso aparece na câmera, a audiência consegue ver quando os designers estão curtindo o processo, deixando fluir e não se cobrando tanto. Quando Gigi estava falando sobre se divertir e ser criativa, isto é pela audiência, por mim, esse foi meu maior aprendizado nessa temporada. Algo que eu tenha aprendido com os designers? Tanta coisa. Cada um deles nos deu, em algum ponto durante a temporada, algo muito único, algo que eu nunca pensei antes. Eu acho que todos podem encontrar inspiração em todos os lugares e o fato de que tivemos a oportunidade de estar sentados na primeira fila desse programa, eu estava constantemente inspirado.

Vogue: Como você descreveria, em três palavras, essa temporada?

Tan: Diversão, energia e você (Gigi) escolhe a última.

Gigi: Coração, tem amor nisso.

Tradução & Adaptação: Gigi Hadid Brasil