14.10.23
MFW: Gigi Hadid desfila para BOSS Primavera/Verão 2024
Postado por Rani
Compartilhe

Gigi Hadid desfilou semana passada para a BOSS durante a Milão Fashion Week, esse foi o segundo e último desfile da modelo em Milão nessa temporada de moda. O desfile da marca desse mês teve vários destaques, um deles foi as presenças dos brasileiros Pedro Scooby Paulo André.

Nomeado “See now, buy now”, o desfile seguiu um estilo bem futurista com roupas focadas em roupas versáteis que possam ser utilizadas em várias ocasiões, as roupas já estão disponíveis para venda no site e lojas da marca. Visando o futuro, a paleta de cores decidida pela marca foi com tons escuros e metalizados e a textura dos tecidos variavam e brincavam com o ponto de vista das pessoas. Os convidados para ver a coleção em primeira mão eram os nomes mais influentes no mundo da moda, entre eles estavam Demi Lovato, Naomi Campbell, Suki Waterhouse, entre outros.

Como dito acima, o desfile foi focado no futurismo, e isso veio desde os convites para a apresentação que eram com efeitos de ficção científica que já tem uma forte relação com a tecnologia. Na entrada do desfile tinham um robô para receber os convidados, nomeada Sophia, e ela interagia com as pessoas que passavam por ela já que a tecnologia usada era de ponta. Uma das grandes surpresas do show era o cenário, que foi inspirado em um laboratório ou uma sala de controle, no meio da passarela estava exposto o novo perfume da BOSS o Bottled Elixir. As roupas não poderiam ficar de fora desse mundo tecnológico, um dos tecidos usados nas criações era o HeiQ AeoniQ, que é uma fibra mais sustentável para substituir os tecidos feitos a base de óleo.

Entre casacos, costumes, ternos, camisas e gravatas, pode se falar que o desfile da BOSS foi um sucesso e representa muito sobre o que pode ser o futuro da moda. A marca conseguiu passar para o público várias mensagens sobre como a moda pode ser versátil e mais ecológica. Gigi atravessou as passarelas seguindo todas as características do desfile da marca, a roupa que ela usou era um body preto, com uma saia que combinava a estampa com um terno bem largo, de acessório ela estava com uma gravata preta larga. Os tons de todas as peças utilizadas pela modelo eram escuros como o de todas as peças do desfile.

shutterstock_editorial_BossRW_14119369C.jpg1696002003.jpg1696083272.jpg1696002002.jpg

Tags: Desfiles
06.10.23
Gigi Hadid fala sobre Guest In Residence e sua carreira de modelo para Numéro Magazine
Postado por Equipe GHBR
Compartilhe

Gigi Hadid marcou sua chegada à capital francesa vestindo o chapéu de empresária, antes de vestir o de modelo no dia seguinte desfilando para a Chanel e fechando o desfile da Miu Miu. Resumindo, uma agenda lotada, na qual ainda consegue dedicar alguns dias ao desenvolvimento da sua marca. “Ainda estou tentando encontrar um equilíbrio! ”, ela confidencia a Numéro. “Estou correndo de prova em prova para a Fashion Week e tenho que apressar um pouco todo mundo (risos). Mas ambos me fazem apreciar mais o outro”.

É preciso dizer que a sua marca é um verdadeiro sucesso do outro lado do Atlântico: lançada em 2022, a sua linha de roupa de caxemira , disponível em vários modelos em cores vibrantes, oferece uma coleção de peças intemporais adequadas a todas as situações. Sem logotipo ou sinal distintivo, Gigi Hadid aposta na discrição, qualidade e durabilidade com criações pensadas para resistir ao teste do tempo. “As peças que mais gosto no meu guarda-roupa são simples e eficazes; Eu os compro em vários estilos, que literalmente uso o tempo todo. Foi isso que me motivou a lançar a Guest in Residence, e que também inspirou o nome da minha marca: passo o tempo a viajar de um lado para o outro, por isso queria ter roupas que me fizessem sentir em casa em qualquer lugar ”. explica a modelo e empreendedora.

Traduzido como “Hóspede Hospedado”, a Guest in Residence oferece assim uma alternativa a estes viajantes nômades que voam de cidade em cidade como Gigi Hadid: “Quando uso um dos meus coletes ou uma das minhas calças, ajuda-me a sentir-me bem e confortável, seja no avião, no restaurante, no hotel ou até na minha fazenda! ”, ela admite com humor. “Também gosto da ideia de que, de alguma forma, somos todos hóspedes hospedados em nossos apartamentos. Com estas peças de caxemira decidi apostar mais na sua intemporalidade do que num efeito trendy. O que significa que podemos mantê-los para sempre e talvez até passá-los de geração em geração. Nesse sentido, as próprias roupas tornam-se hóspedes que ficam em nosso guarda-roupa”.

Uma visão filosófica da sua marca, que também se junta aos motivos que motivaram Gigi Hadid a lançar-se na já movimentada indústria da moda. Depois de colaborar com a marca americana Tommy Hilfiger em 2016 , a modelo sabia que não queria repetir o mesmo padrão com Guest in Residence. “Essa oportunidade me deu todas as ferramentas que eu precisava para lançar minha marca. Aprendi tudo o que envolve a estrutura de uma marca tão grande e também entendi que queria criar algo em menor escala”.

À frente da Guest in Residence, a equipe ainda permanece pequena, agrupada em torno de Gigi Hadid, seus fiéis estilistas como Gabriella Karefa-Johnson, e seu braço direito Isaac Ross. “Devo dizer que sou mais uma amiga do que um chefe. Tenho muita dificuldade em me impor e liderar uma equipe inteira. Ainda tenho que me esforçar e dizer, ok, você precisa ser chefe e vestir suas calças de adulto agora! (Risos)”.

A marca Gigi Hadid trabalha e continua a desenvolver a sua identidade, coleção após coleção. A começar pelas cores vivas dos seus modelos mais recentes, como o azul, o roxo, o amarelo, o verde ou outras mais sóbrias como o bege, o castanho e o cinzento, que compõem o vocabulário distintivo do Guest in Residence“Sou obcecada por cores. No escritório gosto de sentar no chão com todo o nosso mood board espalhado pelo chão para escolher as paletas e combinações que faremos. Isaac [cofundador da Guest in Residence] muitas vezes se inclina sobre meus ombros, mas peço que me deixe pensar. É meu momento de paz, minha pequena felicidade na verdade! ”

Entre os cortes atemporais e essenciais da última coleção Guest in Residence (cardigans de botões, suéteres com gola revere, calças largas), Gigi Hadid admite ter alguns favoritos. Além disso, quando solicitada a criar um look com as peças apresentadas ao lado, ela sem hesitar pega um cardigan marrom, sobre o qual sobrepõe um delicado suéter verde, enrolando as mangas no pescoço como um lenço. “Se você me encontrar em um aeroporto, esse é definitivamente meu visual típico! ”

Agora que as bases da sua marca foram lançadas, Gigi Hadid está entusiasmada com o futuro do Guest in Residence . “Eu adoraria fazer colaborações. Não necessariamente com marcas de moda, mas com muitas marcas que sempre me inspiraram. Mal posso esperar para ver o que o futuro reserva”.

Tradução & Adaptação: Gigi Hadid Brasil

06.10.23
Gigi Hadid revela todos os segredos da Guest in Residence e as cinco peças que uma mulher deve ter sempre no guarda-roupa para Vogue Paris
Postado por Equipe GHBR
Compartilhe

Itens essenciais aconchegantes que chegam bem a tempo para o outono. É isso que Gigi Hadid promete com Guest in Residence, sua nova marca de malhas. De suéteres a calças de moletom, shorts e acessórios, a marca oferece um guarda-roupa com itens essenciais de caxemira, coloridos em cores minimalistas ou mais pop. Para Gigi Hadid , estas peças pretendem ser transmitidas de geração em geração. Para sua nova coleção Outono/Inverno 2023, disponível em Paris para pop-up no Bon Marché aberto até 23 de outubro, a jovem se inspirou na década de 1970, através de modelos em cores vivas e jogos de texturas. Para a ocasião, a Vogue conheceu Gigi Hadid que revela todos os segredos da Guest in Residence , sua relação com a roupa e as cinco peças que uma mulher deve ter sempre no guarda-roupa. Leia entrevista completa e traduzida:

Como surgiu a ideia de criar sua própria marca?

“A Guest in Residence foi fundada com a intenção de criar itens básicos de caxemira atemporais, bem feitos e relativamente acessíveis, em uma variedade de silhuetas modernas e cores bonitas. E clássicos o suficiente para transcender gerações e serem transmitidos. De mim para minha filha, ou de eu para minha mãe, ou de mim para uma amiga, não importa a idade ou sexo da pessoa, são peças, principalmente na coleção inicial, que realmente conseguem se adaptar ao estilo pessoal de cada um.

Por que focar na caxemira?

Pedi a cada um dos meus pais um de seus suéteres de caxemira quando me mudei da Califórnia para a descolada Nova York, no outono de 2013, para começar a faculdade. Eu os vejo como lembranças aconchegantes e usáveis, mas também muito duráveis, relíquias de família das quais aprendi a cuidar e acho que inspiraram um guarda-roupa sustentável. Dou importância à compra de peças de alta qualidade e feitas para durar. Caxemira reúne todos os meus mundos: é confortável o suficiente para viajar, chique o suficiente para usar em reuniões e durável o suficiente para um dia na fazenda.

O que torna suas criações especiais?

A cor é um elemento chave e distintivo do Guest In Residence. Adoro brincar e me divertir com as cores e criar peças que me deixam feliz em usá-las. A reinvenção de silhuetas clássicas como a camisa rugby ou o casaco letterman em 100% caxemira e os uniformes de trabalho americanos como o macacão e o casaco industrial em 100% caxemira são também o que torna o Guest In Residence tão especial. Adoro pegar nos clássicos americanos e dar-lhes uma nova vida em caxemira.

Caxemira também é sinônimo de conforto. É importante se sentir confortável com suas roupas?

Meu objetivo na vida é parecer o mais chique ou elegante possível, mas ao mesmo tempo confortável. Raramente uso roupas, mesmo em tapetes vermelhos, com as quais não me sinta confortável, porque sinto que não posso ser eu mesma. O traje Guest in Residence é feito para você se sentir bem. É tão confortável!

O que inspira você para sua coleção Outono/Inverno 2023?

Fui inspirado pelo movimento artístico psicodélico da década de 1970, que oferecia uma proliferação de cores em camadas e texturas paisley. Eu queria aplicar uma sensação de excentricidade ao tecido atemporal da caxemira. Mergulhando nas exposições visuais, arte, gráficos, padrões e têxteis dos anos 70, tentei capturar a energia e o espírito únicos de uma liberdade que mudou as percepções e ultrapassou os limites. O que achei mais fascinante naquela época, e que ainda hoje ressoa, é o frescor estético de uma paleta de cores vivas, texturas profundas e formas ecléticas.

Qual é a sua peça favorita da coleção?

O cardigã Everywear é uma das minhas peças favoritas e de muitos dos meus amigos. É uma peça atemporal e unissex que pode ser usada o ano todo. É fácil de enrolar e levar em uma viagem, mais aconchegante do que qualquer roupa de avião, mas chique o suficiente para usar em um jantar.

As 5 peças que uma mulher deve ter sempre no guarda-roupa em 2023?

• Bons jeans

• Uma camisa

• Um sapato que combina com tudo

• Um casaco grande

• Um suéter grande

O acessório definitivo, aquele que compõe um look?

Joias divertidas.

Sua dica final de estilo?

Em caso de dúvida, mantenha a simplicidade. A seguir, divirta-se com os acessórios!

Um look que te define?

Um par de jeans com uma camiseta e um suéter de caxemira aconchegante.

Tradução & Adaptação: Gigi Hadid Brasil

 

 

 

 

 

 

27.09.23
MFW: Gigi Hadid desfila para Versace Primavera/Verão 2024
Postado por Rani
Compartilhe

Gigi Hadid desfilou para a Versace na semana passada durante a Milão Fashion Week. A modelo é uma das queridinhas da marca e sempre está presente nas campanhas e desfiles. Esse desfile deu a abertura para as passarelas atravessadas pela modelo durante essa temporada de moda, já que Gigi não participou da Semana de Moda de Nova York. Com vários destaques durante o desfile Hadid foi uma das personalidades mais comentadas pelo público.

Donatella Versace, diretora criativa da marca, trouxe para essa coleção looks vintage e ousados, com uma paleta que mergulhava a fundo nos tons pastéis e com um pouco de preto. A parte ousada das roupas contavam com tecidos de renda, cetim, alfaiataria e com modelagem reta e solta. Os penteados e a maquiagem das modelos iam no mesmo estilo retrô do desfile, eram com mechas no topo da cabeça, com pequenos laços e com uma maquiagem leve que seguiam os mesmos tons das roupas.

Gigi foi uma das últimas modelos a atravessar a passarela, ela desfilou com um vestido amarelo pastel que tinha um tecido que flui muito bem no corpo da modelo e tinha um decote na região dos seios. De acessório Hadid estava com grandes anéis que eram em formato de borboleta, o penteado dela estava seguindo a vibe retrô e estava com um rabo de cavalo mais solto com um laço no topo do cabelo.

Na mesma noite do desfile aconteceu uma after party da marca, Gigi marcou presença e posou ao lado de Donatella e Fedez. Além desses nomes, o desfile da Versace contou com um casting com nomes renomados da indústria, entre eles estavam Kendall Jenner, Victoria Cerreti e a supermodelo alemã Claudia Schiffer, que ficou encarregada de encerar o desfile.

1695829517.jpg 1696066612.jpg1695923546.jpgSPL9936526_019.jpg

 

Tags: Desfiles
12.09.23
Gigi Hadid lançará uma coleção da Guest In Residence em parceria com LuisaViaRoma
Postado por Brenda
Compartilhe

Gigi Hadid com sua marca de roupas de caxemira a Guest In Residence estará lançando mais uma coleção dessa vez em parceria com LuisaViaRoma, que estará incluso cardigans, tops de um ombro e saias leves, entre outros itens, a gama de estilos e cores exclusivos estará disponível na loja principal da LuisaViaRoma em Florença e na plataforma online em 22 de setembro, ao lado da coleção principal do Outono 2023 da marca.

Na véspera do lançamento, Hadid e LuisaViaRoma celebrarão sua colaboração com um jantar íntimo no famoso Il Baretto al Baglioni, em Milão, que deverá contar com a presença do círculo íntimo da moda da modelo.

Hadid definiu a Milan Fashion Week “A ocasião perfeita para celebrar esta colaboração rodeado de pessoas que me inspiram”.

Enquanto isso, a loja LuisaViaRoma dedicará à união duas instalações, uma este mês e outra a ser realizada em novembro, bem como múltiplas ativações off-line e online.

Mal podemos esperar por mais essa coleção que com certeza será tudo como sempre!

 

 

Tags: Notícias
06.09.23
Trabalhando um dia com Gigi Hadid nos bastidores da Guest In Residence
Postado por Brenda
Compartilhe

Hoje você vai para o escritório. Você coloca um de seus muitos conjuntos de caxemira Guest in Residence porque eles são fáceis, inteligentes e confortáveis ​​​​- e você é o chefe, então pode usar o que quiser – junto com seus fones de ouvido e sair pela porta. Agora você precisa de uma música para definir o clima. É uma espécie de manhã “Neon Moon”? especificamente, a versão que Kacey Musgraves fez com Brooks & Dunn, que oferece um impulso um pouco mais avançado do que o original? Sim. Você aperta o play e inicia o curto trajeto pelo seu quarteirão de paralelepípedos no centro de Nova York. Assim que a música termina – tem menos de cinco minutos de duração – você chegou.

Você tem estado ocupado sendo mãe e viajando para seu outro trabalho, então não vê sua equipe pessoalmente há um tempo. Você está animado. Entrar em um escritório é uma atividade divertida e nova para você. Por que? Porque você é Gigi Hadid, uma das supermodelos mais requisitadas do mundo. Comparado à semana de moda, o escritório oferece estabilidade e tranquilidade, além de estímulo criativo. E como este é o escritório da sua marca de moda, Guest in Residence, você pode preenchê-lo com pessoas extremamente talentosas com quem gosta de conviver e tratar tudo um pouco como uma aula de arte.

“Quando chego ao escritório, digo oi para todos e converso com eles – adoro vê-los. Eu amo nossa equipe”, diz Hadid. “Então eu faço uma coisa que provavelmente os estressa, que é simplesmente passear pelo escritório e ver as coisas. Sijeo [Kim], nosso chefe de design, dirá, ‘G, você não deveria ver isso ainda!’ Às vezes é uma apresentação ou uma amostra. Se estou viajando a trabalho, ou com [minha filha], Khai, ou qualquer outra coisa, sempre fico um pouco intrometida quando volto.”

Hadid fundou a Guest in Residence em 2022 com a intenção de criar itens básicos de caxemira atemporais, bem feitos e relativamente acessíveis em uma variedade de silhuetas modernas e cores amigáveis. Ela começou a pensar na marca durante a gravidez durante a quarentena (“Você não pode ser modelo para sempre”, disse ela ) e naturalmente gravitou em torno do tipo de peças luxuosamente quentes e felpudas que ela mesma gosta de usar. (Ela é uma Taurina, afinal.)

“Quando eu estava olhando meu armário, pensei: ‘Qual é o meu guarda-roupa quando não estou pegando coisas incríveis e sofisticadas emprestadas de marcas?’”, Ela perguntou. A resposta incluía dois suéteres de caxemira que seus pais lhe deram quando ela se mudou da Califórnia para a fria Nova York, no outono de 2013, para estudar psicologia criminal na The New School. Ainda em sua posse e presumivelmente de marcas como Loro Piana e The Row, eles incluem uma gola alta cinza com tiras de couro de sua mãe e um cardigã enorme de tricô de botão de seu pai. “São essas relíquias de família das quais aprendi a cuidar e são muito reconfortantes e caseiras.”

O nome Guest in Residence – uma frase que os hotéis costumam colocar na reserva de Hadid durante uma estadia prolongada na semana de moda – pretende evocar a mesma sensação de conforto pessoal e aconchego, onde quer que o usuário esteja. É também um aceno ao facto de sermos “convidados” neste planeta e à crença de Hadid de que devemos investir em roupas que durem o suficiente para serem transmitidas de geração em geração, sem ter que pagar milhares de dólares. (Assim como Loro Piana, a caxemira Guest in Residence também é proveniente do interior da Mongólia, mas os preços da coleção de outono variam de US$ 165 a US$ 795.) “Um Guest in Residence, para mim, é alguém que aparece em qualquer lugar, situação ou situação. evento confortável o suficiente consigo mesmo e com o que estão vestindo para que possam estar presentes de uma forma real e vivenciar aquele momento e as pessoas à sua frente.”

Virgil Abloh sempre vem à mente quando Hadid descreve o espírito do Guest in Residence. “Penso nele o tempo todo neste trabalho”, diz ela. “Ele me ensinou muito e me inspirou muito.” Ela tenta canalizar seu espírito caloroso, generoso e descontraído com seu próprio trabalho, bem como com seu conhecimento de negócios. Abloh era conhecido por trabalhar ao telefone em todos os fusos horários. (“Hora de Virgílio”, como diz Hadid.) Quando não está no escritório, Hadid está em constante comunicação com sua equipe, enviando painéis de humor, capturas de tela, desenhos e maquetes. Mais folga? Sem chance. “Não sei sobre o Slack”, diz ela. “Eu tenho que perguntar [sobre isso].” Ela usa o WhatsApp. “[Virgil] sabia sobre Guest in Residence, mas nunca viu o lançamento”, continua Hadid. “Ele viu os designs da primeira coleção”.

Hadid já teve vários empregos de escritório no passado, uma vez trabalhando em um estúdio de música atendendo telefones, servindo café, etc. Mas esta é a primeira vez que ela mergulha em um espaço de escritório criativo – sem mencionar a administração de um. Depois de Abloh, ela tinha uma lista invejável de mentores a quem recorrer, incluindo a “destemida” Donatella Versace e, claro, Tommy Hilfiger, com quem colaborou de perto em quatro temporadas de TOMMYxGiGi. “Aprendi muito sobre mim mesma como líder e como membro de equipe em um processo criativo como esse”, diz Hadid. “Começar aí, onde consegui ter a infraestrutura de uma grande empresa como essa, e depois poder realmente focar nessa liderança e papel criativo, não tem preço.”

“Eu sabia que Gigi tinha tudo para ser uma designer e empresária de sucesso desde o início de nosso trabalho na colaboração TOMMYxGiGi”, diz Hilfiger. “Ela é super focada e tem uma visão clara – além disso, tem muito bom gosto e sabe o que o consumidor quer.”

Há 11 pessoas no escritório do Guest in Residence em um determinado dia. As mesas estão dispostas em círculo, com uma longa mesa no meio do espaço. “Adoro sentar lá”, diz Hadid. “Isso me faz sentir como se estivéssemos todos juntos na aula de arte, e isso é muito divertido.” Ela também gosta de se espalhar em uma área acarpetada, parecida com uma sala de estar, na frente do espaço, seja no chão ou no sofá com amostras de tecido. “Sempre que escolhemos as cores para a próxima coleção, organizamos tudo e analisamos”, diz ela. “Porque temos tantos tipos diferentes de pessoas de todas as idades [na equipe] – ouvir a opinião de todos e depois discutir é incrível e muito divertido. É realmente muito orientado para a discussão e todos estão muito envolvidos.”

Trabalhando com tantas pessoas que ela ama e respeita, incluindo sua amiga, a estilista e editora Gabriella Karefa-Johnson, colocar o pé no chão nem sempre é fácil. “Acho que às vezes tenho que me esforçar para ser séria e realmente dizer o que tenho a dizer”, diz Hadid. “Mas acho que crescer é aprender que você pode ser assertiva sem ser rude – e isso não significa que você é uma vadia. Essa é a questão da comparação entre chefes homens e mulheres — talvez sintamos que ser assertivo é ser mal-intencionada; estamos condicionadas a nos sentir assim. E acho que se trata apenas de superar essa mentalidade.” Quando questionada se essa mentalidade havia invadido sua vida pessoal desde que se tornou chefe, ela disse que na verdade era o contrário. “Acho que tudo começou na minha vida pessoal, para ser honesta, e depois se estendeu ao trabalho como uma segunda camada.”

Para o outono, a Guest in Residence continuará a lançar variações de sua coleção principal (“clássicos descolados”, como Hadid os chama), incluindo o que talvez pudesse ser melhor descrito como um “cardigan para sair” com um gancho convidativo e fecho de olhos, assim como o Everywear Cardigan da marca, que se destina a ser usado no escritório, no aeroporto, no jantar, em novas cores. “Eu adoraria um set de algum lugar e depois voltaria na próxima temporada, e eles não o trariam de volta, e eu ficaria muito triste”, diz Hadid sobre o que ela está tentando fazer de diferente. A marca, que varia em tamanho de XS a XXL, também lançará novos modelos de cardigãs nesta temporada com um toque “mais robusto” – que Hadid descreve como “tão gostoso” – além de flanelas de caxemira.

É tão fácil imaginar Hadid vestindo uma flanela de caxemira nas ruas do Soho quanto no lombo de um cavalo na zona rural da Pensilvânia, onde sua família tem uma fazenda. Essa é a grande vantagem da caxemira: ela parece elevada em (quase) todos os cenários, seja você uma supermodelo ou um superestagiário. Mas Hadid fez questão de se cercar de pessoas que a tirassem de sua zona de conforto. “Uma conversa engraçada no escritório que acontece às vezes é que estamos debatendo e eu tenho que pensar: ‘Olha, não posso ser apenas um diretor criativo que só lança coisas que eu gosto’”, diz Hadid rindo. (As polainas de caxemira After Dark da marca, por exemplo, talvez sejam mais uma coisa da Bella.) “Às vezes tenho que estar aberto ao que as outras pessoas querem. Confio na minha equipe. Eu vou ficar tipo, ok, esta é sua decisão hoje.”

xcyoolrzy8hmpwvdadvz.jpgfww0kjtktvrbtkdmky6i.jpg1000156378.jpgrhsw3i5i4tjumfc3uzkk.jpg

 

 

06.09.23
Gigi Hadid estampa capa da W Magazine na edição de Setembro 2023
Postado por Brenda
Compartilhe

Ela não para! Gigi Hadid posa em um fundo cinza neutro para as lentes do famoso Mert Alas usando grifes como Burberry, Bottega Veneta, Louis Vuitton, Miu Miu, The Row, Hermés e muitas outras em mais uma capa de Setembro agora sendo para W Magazine. Junto com o photoshoot maravilhoso Hadid concedeu uma entrevista e falou sobre como encontrar seu equilíbrio entre vida profissional e pessoal, lançamento da sua própria marca de roupas e como maternidade mudou sua perspectiva. Leia a entrevista completa e traduzida abaixo:

Dez anos depois de se mudar para Nova York para trabalhar como modelo em tempo integral, Gigi Hadid provavelmente reescreveu o manual das supermodelos. Ela entrou em cena em um momento em que algumas das maiores casas de moda nem tinham presença no Instagram e as modelos mantinham uma mística “se você sabe, você sabe”, destacando-se como um fenômeno de mídia social que era tão identificável já que ela era uma aspiração. A indústria transformou-se na sua esteira e, no devido tempo, ela marcou todos os marcos principais: campanhas, capas, desfiles de alta-costura. Mas no início de 2020, ela começou a imaginar uma vida para si mesma nos seus próprios termos. E foi então que ela decidiu conseguir um emprego de escritório.

“Comecei a pensar em um horário de trabalho mais estabilizado, onde não tivesse que voar para um país diferente toda semana”, diz Hadid. Ela estava grávida pela primeira vez, o que mudou sua perspectiva. “Eu queria algo onde pudesse ir ao mesmo escritório todos os dias. Eu nunca tive isso. Eu poderia ter um horário com uma criança e então ser capaz de basear minha vida profissional em torno disso.”

Felizmente, Hadid não precisou atualizar seu LinkedIn e começar a enviar currículos pela cidade. A modelo já havia recusado inúmeras ofertas para fazer o tipo de colaboração fast fashion que muitas vezes inspira compras compulsivas. “Não vou produzir só por produzir”, diz ela. Em vez disso, ela imaginou uma marca mais sustentável, onde o cliente ideal comprasse apenas algumas coisas de cada vez, mas voltasse ano após ano. Nasceu a Guest in Residence, uma linha de itens básicos versáteis de caxemira. Pense nisso como uma versão acessível do luxo silencioso para aqueles que não se importam com a paleta de cores que ocasionalmente se manifesta.

Hadid pensou: Qual é o meu guarda-roupa quando não vou a um evento ou peço emprestadas essas coisas incríveis e divertidas? “Na verdade, tudo se resumiu a esses dois suéteres que meus pais me deram quando me mudei para Nova York”, diz ela. “Isso parecia o tema de ter algo por muito tempo e cuidar disso.”

Na mesma época, a Netflix estava em busca de um novo co-apresentador para se juntar a Tan France, do Queer Eye , em seu concurso de design Next in Fashion . “Eu era uma garota do teatro musical e acho que uma parte de mim adora aparecer”, diz Hadid sobre aparecer diante das câmeras. Conseguir o emprego significou outro trabalho estável que lhe permitiu concentrar o resto de seu tempo na criação de Khai, sua filha com o ex-parceiro Zayn Malik.

“Nós nos arrumamos juntas. Ela me observa fazer minhas coisas”, diz Hadid. “Ela vai escovar os dentes comigo e agora está querendo passar hidratante, que é tão fofo.” Ela gosta de preencher os dias da filha com brincadeiras, tempo no parque e visitas ocasionais ao museu de slime de Nova York. “Ela realmente me faz rir. Nós rimos e dançamos o dia todo e conversamos muito. Ela tem quase 3 anos e é um gênio, se é que posso dizer.”

Obviamente, Hadid não está desistindo completamente de ser modelo. Afinal, ela está nesta capa e voltou à passarela seis meses depois de dar à luz, o desfile de abertura e encerramento do Outono/Inverno 2021 da Versace. Mas agora, ela só quer se cercar de pessoas que ama e em quem confia, e ver onde o mundo pode levá-la a seguir. “A maioria das coisas mais malucas da minha vida não eram objetivos ou sonhos porque eu realmente não achava que fossem possíveis”, diz ela. “Se e quando eu estabelecer metas realmente específicas, posso ter uma visão bastante limitada. Aprendi ao longo dos anos que gosto mais do processo quando me concentro em estar no momento.”

Qual é o seu programa de TV de comforto?

Se eu realmente não quero pensar demais em nada, assisto QVC. É uma ferramenta de marketing genial. Eles podem vender qualquer coisa. Acho interessante ver o que a maioria da América comprará e no que está interessada.

Forma favorita de autocuidado?

Tempo sozinha.

Existe alguma tendência de beleza que você experimentou quando era mais jovem e da qual se arrepende?

Não sei se me arrependo, mas definitivamente usei delineador azul na escola por um tempo. Ah, também estava na moda batom nude, e eu misturava Neosporin e corretivo e usava como batom nude.

Qual é o seu destino de férias favorito?

Eu amo o Taiti. E eu amo a Disney World ou a Disneylândia em qualquer lugar: França, Tóquio, Orlando, LA. Eu amo todos eles.

Você tem um momento favorito da moda da cultura pop?

Não sei por que, mas o que me vem à mente é Tyra Banks em tamanho real.

a37e610f-ef2b-4dcd-bbef-6ad76c69b89e-wm202304covr01.jpga95603ba-1d3c-48e0-b684-52a9e282435e-wm202304covr10.jpge7ee7774-baab-4be0-903e-cb4751b499f4-wm202304covr13.jpg239fff58-fecc-4cf9-87b0-51f2566daca8-wm202304covr24.jpg

Tradução & Adaptação: Gigi Hadid Brasil

05.09.23
Gigi Hadid estampa campanha Outono/Inverno 2023 da Versace
Postado por Rani
Compartilhe

Gigi Hadid foi uma das modelos convidadas para estampar a nova campanha da Versace de Outono/Inverno 2023. A nova coleção, divulgada para todos no mês de Agosto, recebeu vários elogios por trazer uma estética mais antiga nas suas propagandas com roupas feitas em branco e preto e relembrando as origens italianas da marca. Os fotógrafos escolhidos para esse trabalho foram Mert & Marus que já trabalharam com a marca e possuem um grande nome na indústria.

A campanha monocromática trás roupas que agradam todos os gostos, vão de sobretudo a vestidos colados e com decote, essa diversidade peças é algo comum da marca e um dos seus pontos fortes. Além disso, a nova coleção brinca com as texturas dos tecidos mas nunca perdem a elegância da marca e a modernidade, que vem sendo destacados nos últimos anos. Para destacar melhor as suas peças a maquiagem escolhida para acompanhar as modelos é bem simples, com somente um delineado preto marcando os olhos.

Hadid estampou essa campanha juntamente com modelos como Irina ShaykAnok Yai Angelina Kendall, todas as modelos gravaram a campanha em um palácio de Milão e participam de visuais maravilhosos. Gigi fotografou dois looks da coleção, o primeiro era um casaco curto de alfaiataria acompanhado de uma saia curta e luvas, que trazia lembranças de algo mais “comum”, e o outro look era um terno com uma saia mais longa e também acompanhado de luvas com uma estética mais social. Como dito acima, toda a coleção foi muito bem planejada por Donatella e recebeu vários elogios dos críticos por trazer todas as peças com muita elegância.

1000152501.jpg1000152859.jpg

Tags: Campanhas
04.09.23
Gigi Hadid estampa a capa da Porter Magazine e fala sobre aprender a ser mais assertiva, as alegrias da maternidade e muito mais.
Postado por Brenda
Compartilhe

Gigi Hadid depois de alguns meses sem aparecer em um novo photoshoot finalmente está estampando a capa digital da Porter Magazine onde ela foi fotografada em estúdio em fundo predominante branco pelas lentes do fotógrafo Yulia Gorbachenke com seus cabelos naturais usando peças da mais nova coleção de Outono 2023 da sua marca Guest In Residence. Além de uma sessão de fotos lindíssima Hadid também concedeu uma entrevista incrível que ela explica por que ela finalmente sente que se tornou independente, sobre aprender a ser mais assertiva, as alegrias da maternidade, suas crescentes ambições em Hollywood e por que ela está definitivamente disponível para uma sequência de Barbie. Leia a entrevista completa e traduzida abaixo: 

Existem dois lados em Gigi Hadid – pelo menos no que diz respeito ao seu guarda-roupa. Há o glamour de alto poder que vemos a modelo em intermináveis ​​​​tapetes vermelhos, e depois há seu próprio estilo pessoal, que é completamente reduzido em comparação. Afinal, Hadid é uma garota da Califórnia de coração, além de mãe de sua filha de três anos, Khai. Conforto é fundamental.

Esta é uma regra que Hadid aplicou em sua última mudança de carreira – seu ‘bebê’ dos negócios – como diretora criativa da marca caleidoscópica de malhas de caxemira, Guest In Residence. “Quando eu faço o design, não me considero apenas uma figura pública chamativa que todo mundo vê, porque não é isso que sou na maioria das vezes”, diz ela. “Pego emprestadas muitas dessas coisas glamorosas e incríveis que visto; Raramente consigo mantê-las. O que é o meu guarda-roupa e por que comecei uma empresa como esta é o que conheço bem e adoro: trata-se de básicos clássicos – e de torná-los divertidos.”

Antes que nossas apresentações acabem, estamos ambos maravilhados em descobrir que estamos combinando em tons igualmente vibrantes – Hadid é uma autoproclamada amante das cores. Hoje, ela vestiu uma malha ensolarada em tom ‘Daisy’ da coleção de verão da Guest In Residence, enquanto eu vesti uma camisa de botão rosa. À frente de sua própria marca de moda (que conta com uma equipe pequena, mas poderosa, de veteranos do setor, como Sijeo Kim e a estilista Gabriella Karefa-Johnson), Hadid está adquirindo conhecimento nos detalhes básicos da produção de moda. Estar no comando ainda parece “Surreal”, diz ela. “Eu ainda tenho que agir conscientemente, tipo, ‘Ok, você precisa ser uma chefe quando entrar nesta sala.’” E, como chefe, ela aprendeu a afirmar sua visão, ao mesmo tempo em que permanece colaborativa.

“Acho que aprendi muito sobre mim mesma em termos de que posso ser uma people pleaser, considera ela. “Aprendi muito sobre ser assertiva, o que não faz de você uma vadia. Desde que você faça o que vem naturalmente e não seja rude, você pode dizer como se sente – e às vezes você tem que fazer isso para fazer as coisas a tempo.”

Ela se orgulha de ser confiável, preciosa, mas ainda assim brincalhona. É uma variedade de formatos exclusivos nos quais os clientes podem confiar como pilares do guarda-roupa e reabastecê-los a cada ano. Na sua base está a coleção principal de joggers, moletons, regatas, lenços, gorros e até boxers, todos repletos de tons exuberantes como rosa chiclete ou verde esmeralda, e preparados para a vida suave.

Hadid dominou a passarela desde que assinou com a IMG em 2013, quando ainda era estudante do Malibu High. Alguém que sempre acreditou que ela seria uma empresária nata foi seu amigo, o falecido Virgil Abloh, da Louis Vuitton, que faleceu em 2021 devido a uma batalha privada contra o câncer. Ela imediatamente menciona o nome do visionário quando pergunto quem, profissionalmente, ela mais admirou. Hadid apreciou profundamente a capacidade de Abloh de ser inspirado por alguém ou qualquer coisa. “Penso muito nele neste trabalho da Guest in Residence”, ela reflete. “Ele foi alguém que realmente me encorajou – e me fez sentir mais confiante de que era capaz de ser uma diretora criativa.”

Peças com potencial de herança estão no coração da marca. Um exemplo é o seu favorito da coleção mais recente: um suéter de vovô lindamente trançado em vermelho cereja que parece a mais rara das peças de arquivo retiradas do fundo do armário de um membro da família. “É algo sobre o qual falamos muito no escritório. Eu quero que seja como se você abrisse o armário do seu avô e encontrasse a melhor, mais legal e mais atemporal coisa e você fica tipo, ‘O quê?! Vovô?!’ Porque é isso que eu quero na minha família: que essas coisas continuem vivas.”

Ela também quer construir um relacionamento de longo prazo com seu cliente (“Vou fechar os olhos e pensar em alguém vestindo um suéter, pensando neles amarrando-o de uma maneira diferente. Se estiverem no aeroporto, eles podem dobrar isso e colocar em uma bolsa?”). Mas para que você não se preocupe com o fato de Guest in Residence ser outra marca de celebridade feita às pressas que satura o mercado, saiba que a modelo que virou diretora criativa passou três anos em desenvolvimento antes de lançar a linha no ano passado. Ela aplicou a educação que obteve em quase uma década trabalhando nas principais passarelas de gigantes da moda, liderando campanhas para empresas como Versace e Givenchy, como uma das modelos mais eminentes e mais bem pagas, e co-host do concurso de design Next In Fashion.

Esse tipo de exposição tornou Hadid uma adepta da construção, do ajuste e dos tecidos, tendo passado a maior parte de sua carreira entrando e saindo da alta-costura. “Provavelmente já usei quase todo tipo de roupa que você poderia usar, e as mais bizarras também, como fechos, detalhes e trabalhos técnicos mais malucos”, explica ela. Minha mente imediatamente vai para a jaqueta acolchoada Versace até o chão e o macacão de látex combinando que ela vestiu em 2022 para o Met Gala. Suas proporções descomunais tomaram conta dos degraus do Met. Está muito longe de ser uma gola redonda – e esse tipo de intimidade com roupas tão técnicas a tornou sensível aos luxos simples do dia a dia. “Acho que entendo o que funciona para as pessoas em suas vidas e o que elas desejam. E isso começa com essas coisas de alta costura estranhas e malucas que uso”, ela diz rindo.

Apesar do sucesso de sua marca, o primeiro amor de Hadid pela modelagem nunca vacilou. Mas ela é muito mais intencional em relação aos empregos que assume agora. “Acho que quando você é mãe, você tem que ser intencional porque, agora, eu literalmente tenho metade do tempo. Eu trabalho quando minha filha está com o pai, e esse é o tempo que tenho. E os trabalhos que escolho preencher esse tempo têm que ser aqueles que me satisfaçam. Eu literalmente vou me encaixar no máximo de trabalhos quanto puder nesses dias. Às vezes sou uma pessoa maluca, mas se isso significa muito para mim, então eu faço.”

“Eu já vi tantas fotos minhas. Não há necessidade de fazer um editorial se sinto que é uma perda de tempo de todos”, continua ela. “Quero fazer coisas que sejam novas e emocionantes de onde todos vão sair se sentindo realizados e que fizeram algo divertido naquele dia.” Isso pode envolver fotografar ela mesma em uma sessão fotográfica, uma paixão que ela vem tentando retomar desde que deu à luz no meio da pandemia de Covid.

Ex-garota do teatro, Hadid também tem aspirações longe do mundo da moda. “Se e quando o roteiro certo aparecer, eu ainda gostaria de fazer um filme um dia”, ela conta. “Tive aulas de atuação por alguns anos em Nova York. Mas muitos roteiros que recebi ao longo dos anos são apenas os papéis mais óbvios para eu interpretar. É o que é, mas só fiz testes para aqueles que não achei óbvios.” (Ela, no entanto, teria ficado emocionada com um papel em Barbie de Greta Gerwig, se isso tivesse acontecido, “Eu adoraria ser até mesmo uma personagem de fundo!”)

Agora que sua filha está envelhecendo, Hadid está encontrando tempo para reacender velhos hobbies e adotar novos. Ela está construindo um ateliê de cerâmica em casa e começou a fazer crochê a pedido da filha. Recentemente, ela passou seis horas em um vôo para Los Angeles, costurando um unicórnio que Hadid me garante ser feio, mas que Khai adora. “É apenas uma bola com chifre e olhos. Isto é hilário.”

Talvez o brinquedo fofinho de Khai possa ser um test drive para uma coleção de crochê na próxima temporada, sugiro? Eles definitivamente consideraram a ideia, ela responde. “Ah, também temos uma coleção infantil em breve!”

“Khai e sua melhor amiga são nossas modelos adequadas. Elas entram no escritório, Khai experimenta um vestido e então ela diz: ‘Você quer ir à loja de donuts?’”

Hadid, porém, encontrou sua zona de conforto no estúdio, gostando de entrar nas complexidades do processo. “Colocamos todas as amostras de cores no chão em fileiras e eu simplesmente fico quieta e começo a juntar pequenos grupos, e todos estão tentando olhar por cima do meu ombro. Eu amo isso.” Sua criação é uma coleção repleta de peças com potencial de herança, repletas de cores inesperadas que reimaginam as possibilidades da caxemira e das malhas. “Algo que eu realmente adoro é pegar conceitos que obviamente não são de caxemira e fazê-los em caxemira.” Houve até conversa sobre uma calcinha fio dental em determinado momento, mas Hadid riu que isso foi deixado de lado: “Algumas coisas realmente não funcionam”.

1000155688.jpg1000155693.jpg1000155694.jpg1000155692.jpg

Tradução & Adaptação: Gigi Hadid Brasil

Status do site

Site: Gigi Hadid Brasil
URL: https://gigihadid.com.br
Online desde: 13 de março de 2013
Equipe: clique aqui
Online:
Hospedagem: Flaunt Network

Últimos tweets
Gigi Hadid Brasil - Todos os direitos reservados © 2023
Desenvolvido por Maria Nunes e Uni Design